A Importância da Organização de um Fluxo de Caixa na Empresa

O sucesso financeiro de qualquer empresa depende de um bom controle do fluxo de caixa. O fluxo de caixa tem como funcionalidade principal mostrar a movimentação dos recursos do departamento financeiro. O fluxo de caixa mostra sem rodeios os recebimentos, pagamentos e saldo da empresa. Tanto para as contas realizadas como para as que se realizarão no futuro, de forma diária e acumulada.

É bom lembrar que um bom fluxo de caixa terá um bom movimento de informações. Ou seja, os dados serão sempre alterados. Mas estas informações devem ser estruturadas de forma acumulada e constante. Deve-se informar os pagamentos, recebimentos e o saldo, ao longo do tempo. O resultado acumulado do fluxo de caixa, quase sempre, quando negativo, pode significar o óbvio. Por que? Você está recebendo menos do que quitando. Isto é bastante ruim.

O que isso pode identificar? Vamos as causas:

– Você tem oferecido um prazo bastante grande para seus clientes pagarem. porém seus fornecedores não são tão bonzinhos e o prazo para você quitar é curto. Isso normalmente acaba com o caixa.

– quase sempre em épocas sazonais, é necessário comprar mais para poder vender mais. Por exemplo, dia das mães ou páscoa.

– Você investiu muito em estoque, provavelmente. Investiu mais do que precisava ou deveria. A compra está muito alta em relação ao giro de estoque efetivo da empresa.

– Sua empresa arcou com o pagamento de salários, demissões, etc. Dependendo do tamanho da empresa, o caixa pode ficar abaixo de zero por causa disto.

– O fluxo da empresa pode estar negativo devido aos juros cobrados pelo banco, seja por empréstimo, taxas, desconto de cheques, etc.

Sem dúvida existe o outro lado da moeda, o saldo de caixa acima de zero. É isso que toda empresa busca. Fluxo de caixa acima de zero é sinal de que há saúde financeira na empresa. Desta forma, ela faz o contrário do que comentamos anteriormente. E isso será bom para a saúde da empresa.

Concluindo…

O movimento de caixa é usado para o dirigente da empresa manter a rédea de seu setor financeiro. O empresário pode adiantar ou atrasar pagamentos quando precisar. Portanto, atenção. Deixa o movimento de caixa “à deriva” é bastante perigoso. Assim não corre-se riscos desnecessários.