As Leis Universais

As Leis Universais mantêm o equilíbrio da Criação e regulam os movimentos e os processos de todas as atividades do Universo. Nelas está plasmada a suprema vontade do Criador que estabelece a evolução integral, permanente e progressiva de tudo quanto existe. No caso do homem, o Criador, ao criar a sua imagem, lhe proporcionou tudo de que necessitasse para superar-se e evoluir conscientemente. Para usufruir desta grande oportunidade é imprescindível realizar o processo de evolução consciente, adquirir o conhecimento das Leis Universais, acatar as suas prescrições e atuar em conformidade com a finalidade essencial da vida.

Enumeração de algumas

Lei de conhecimento, evolução, herança, causa e efeito, câmbios, conservação, correspondência, afinidade, afeto, adaptação, analogia, equilíbrio, caridade etc.

Segundo a Logosofia, Deus,  ao plasmar a imagem do homem, determinou-lhe o cumprimento de todos os ciclos de evolução por meio das Leis Supremas. Para isto, concedeu-lhe a prerrogativa de conhecer a sua vontade por meio delas, e pela consciência reger sua vida como ser humano e imortalizá-la como ser espiritual.

Ao ilustrar o homem sobre o mecanismo das Leis, a Ciência Logosófica lhe possibilita ajustar sua vida à realidade que elas determinam e livrar-se do vazio interno e da opressão moral causados pelo seu desconhecimento e pelo seu constante desacato.

Elas são infinitamente sábias, justas e imutáveis;  tanto sancionam os que as infringem como protegem os que as acatam.

Lacemar

Para mais informações sobre a Logosofia e a Fundação Logosófica:

www.logosofia.org.br