Atividades físicas por conta própria: qual o problema causado?

Alguns exercícios físicos são muito fáceis de serem praticados. Como uma caminhada no parque ou uma corridinha na esteira. Porém, o que pouca gente nota é que a prática regular de atividades que são mais intensas pode ser prejudicial à saúde, gerando efeito oposto.

A ideia deste conteúdo não é afirmar que você tenha que parar de praticar esse hábito na sua vida. Afinal, ele é sim a solução para tratar e prevenir várias doenças. O que queremos é que você faça isso de um modo mais seguro para que essas vantagens realmente façam sentido.

ANÚNCIO

O acompanhamento de um profissional da área da saúde, como um educador físico, é muito importante para ajudar as pessoas a trilhar esse caminho. Por isso, nos tópicos abaixo a gente vai mencionar temas relevantes para o seu dia a dia, como o overtraining.

Foto: (reprodução/internet)
  • Por que treinar por conta própria
  • O que conta como atividade física
  • Quais as consequências de se exercitar de forma errada
  • O treinamento físico com acompanhamento profissional
  • Como criar uma rotina de exercícios físicos em casa?
  • Como começar a treinar sozinho, mas com ajuda profissional?

Por que treinar por conta própria

O número de praticantes de exercícios físicos, que fazem o treinamento por conta própria, é cada vez maior. Essa afirmação vale para quando visualizamos uma academia lotada ou os vídeos de pessoas em suas próprias residências.

Foto: (reprodução/internet)

O motivo principal está na facilidade. Hoje em dia, a partir de vídeos do Youtube ou comentários de pessoas, já é possível começar a treinar em casa. No entanto, essa facilidade em obter informações e simulações também traz perigos.

ANÚNCIO

Ao começar a treinar sozinho, mesmo que seja mais fácil e mais barato, a pessoa pode estar despreparada e fazer um treino errado. Aliás, um único movimento errado durante a execução do exercício pode custar muito caro, como dores e lesões.

Como fazer exercícios físicos sozinho

Na prática, fazer exercícios físicos sozinho é muito fácil. Basta seguir o que os vídeos ou tutoriais ensinam, correto? No entanto, o que você precisa levar em conta é que eles não fazem um acompanhamento completo do atleta. Ou melhor, de você e do seu estado físico.

Ou seja, como é que o mesmo treinamento vai ser bom para você, que estava sedentário até ontem e, ao mesmo tempo, será bom para um atleta? Obviamente, não é assim que se chega aos bons resultados. Os treinos físicos possuem vantagens, muitas vantagens.

ANÚNCIO

Só que ele precisa ser mediado por alguém que conheça e estude a pessoa. Quer um exemplo muito prático? Vamos para a corrida de rua. Alguém que não tem o hábito de correr não deveria correr 5 quilômetros de uma vez. É preciso dar um passo atrás até chegar lá.

O que conta como atividade física

Na tradução mais simples, atividade física é qualquer atividade humana que tem como base o movimento do corpo e o gasto de energia. Isso também leva em conta o autoconhecimento e o acompanhamento de um profissional e já vamos explicar o porquê.

Foto: (reprodução/internet)

Uma pessoa despreparada poderia fazer uma caminhada muito longa até a academia. Depois, retorna para casa, também a pé. Então, ela vai para o trabalho caminhando. Fica o dia todo sentada na cadeira. À noite, faz aula de dança e antes de dormir, uma corrida de rua.

Então, que temos muitas atividades físicas em um mesmo ciclo de 24 horas? Isso é muito ruim porque o corpo também precisa descansar. Em caso contrário, ele vai se lesionar facilmente. O que quer dizer que treinar muito não é o ideal. O melhor é treinar com qualidade.

Quais são as 5 melhores atividades físicas

Se você entendeu a parte de cima do texto fica claro que não existe a melhor atividade do mundo para todo mundo. Certo? No entanto, para quem está começando nessa vida mais saudável, existem sim aqueles exercícios que são mais indicados.

Geralmente, eles são de baixo impacto e baixa intensidade. A ideia é que o corpo da pessoa vá se acostumando, aos poucos, com essa nova rotina. Um bom exemplo vem, de novo, da corrida. O melhor começo seria uma caminhada leve. E aos poucos a corrida.

Para o caso da musculação também vale essa ideia de melhor atividade física. Comece com treinos de alongamento e circuitos para depois ir pegar peso. Dessa forma, as melhores atividades para iniciantes são: caminhada, ciclismo, yoga (alongamento), natação e funcionais.

Quais as consequências de se exercitar de forma errada

São diversas as consequências de um treino errado. O risco de lesão é apenas um deles. E isso acontece porque os movimentos motores errados geram posturas erradas, o que traz efeitos colaterais para as articulações. O que também acontece quando se usa cargas erradas.

Foto: (reprodução/internet)

Muita gente vai para a academia pensando em “treinar até falhar”. Essa expressão funciona para quem está há mais tempo ali, que tem objetivos como competições. Se você é um iniciante, com certeza, não vai precisar treinar até falhar, ok?

Inclusive, aqui entra o que a gente tem que mencionar nesse texto porque é muito atual: overtraining. Essa expressão indica a ideia de “treino em excesso”. E pode ser excesso de atividades, de tempo de atividade, de carga ou de qualquer outro tema.

Como o treinamento de musculação incorreto pode prejudicar o indivíduo

Para além da lesão, o overtraining ou o treino incorreto também vai trazer problemas para a parte interna do corpo. É isso mesmo. Como acontece com o coração, que vai ficar acelerado mesmo quando a pessoa está em repouso.

Os hormônios também vão ser afetados. Ao passo que um sinal muito claro disso vem de quando a pessoa treina e fica irritada, com insônia ou a imunidade mais baixa. Viu como treinar errado pode fazer mal para a sua saúde?

Já pensando na academia, isto é, no treino de musculação, saiba que as lesões são mais comuns. Porém, mesmo quando não se machuca, o que pode acontecer é que a pessoa fica exaustiva, cansada demais e fadigada, o que torna necessário parar com os treinos.

O treinamento físico com acompanhamento profissional

Desse modo, a gente chega a uma conclusão: para gerar os melhores resultados, o treino físico deve ser feito com o acompanhamento profissional. Essa pessoa tem conhecimento não apenas para atuar durante a postura em um exercício, mas em vários sentidos.

Foto: (reprodução/internet)

Ela poderá dar dicas e instruções sobre os descansos, a intensidade dos treinos, a regularidade deles, as modalidades mais indicadas e muito mais. Até porque cada pessoa se adapta a um jeito diferente de treinar. Tem que prefira fazer isso de manhã e outro à noite, por exemplo.

Talvez você nunca tenha pensado nisso, mas sabia que muitas dores que são comuns nos dias de hoje podem ser evitadas a partir de treinamento físico? A maioria deles trabalha com a postura da pessoa, o que pode prevenir dores nas costas, entre outros exemplos.

As principais dúvidas sobre como treinar de forma correta

Mas, a principal vantagem de ter um treinador ou profissional do lado durante a rotina de treinos está na chance de tirar dúvidas. Afinal, que atire a primeira pedra quem nunca ficou com dúvida sobre o movimento certo de um exercício.

Ou até mesmo se poderia aumentar a intensidade da corrida. Ou talvez se pudesse pedalar na terra e não na pista. As dúvidas são muitas e comuns o tempo todo. Assim, o que fazemos é procurar respostas na internet, só que esquecemos que cada caso é um caso.

Ou seja, cada pessoa é de um jeito e tem os próprios hábitos. Por isso, nem sempre o Google vai dar uma resposta correta para você. Quem tem habilitação para lidar com esse assunto vai entender as dificuldades e objetivos de cada um para gerar respostas.

Como criar uma rotina de exercícios físicos em casa?

A boa notícia disso tudo é que hoje em dia dá para treinar pagando menos e contando com um profissional por trás. Existem grupos de corrida, personais online e mais um monte de programas que apontam para isso. O que quer dizer que dá para treinar sozinho e corretamente.

Foto: (reprodução/internet)

Em casa, a partir de itens que você tem disponível o tempo todo, dá para criar uma rotina muito saudável de exercícios. Seja usando um cabo de vassoura ou uma cadeira. O que é preciso considerar vai além dessas ferramentas.

Como treinar de forma correta em casa?

A pessoa precisa levar em conta as habilidades e o histórico de cada aluno, além dos objetivos. Por isso, os mesmos exercícios podem ser feitos de forma diferente. Quando se muda a quantidade ou a intensidade, o treino também muda, ainda que os exercícios sejam os mesmos.

O que não dá é ligar o cronômetro do celular e pensar em treinar por 1 hora, mas sem saber exatamente o que será feito e como será feito. Para todo dia de treino, existe um planejamento, um cronograma e um estudo. Ou deveria existir.

Como começar a treinar sozinho, mas com ajuda profissional?

O último tópico desse conteúdo não é para fazer propaganda para nenhum profissional da educação física. O que queremos é que você considere que dá para manter a sua rotina e treinar em algum intervalo, mas do jeito certo e focado no seu objetivo.

Para isso, basta ter um acompanhamento profissional, que nada mais é do que uma visão profissional por trás das atividades físicas. Procure por especialistas que fazem esse trabalho porque isso vai dar muito mais segurança para os seus treinamentos.

Os comentários estão encerrado.