Como Exterminar o Ciúme

Algumas pessoas tem a crença de que uma pitadinha de ciúmes é bom e que gera sensação de bem querer. É muito comum ouvir comentários do tipo” ah, um pouquinho de ciúmes apimenta o relacionamento”.
Eu não compactuo dessa ideia.  Não acredito que serão cenas de ciúmes que demonstrarão o quanto o seu parceiro te ama ou o quanto você o ama.
Acreditar que ciúmes é positivo, é o mesmo que acreditar que dor de cabeça é positiva, afinal de contas quando temos dor de cabeça sentimos que temos uma cabeça.
Esse tipo de comportamento é gerado pelo hábito que se tem de não valorizar as coisas simples da vida. Desenvolvemos a sensação que os pequenos agrados e demonstrações de amor não são importantes e não comovem. Daí a necessidade de um espetáculo. O ciúmes é isso, um espetáculo, uma explosão. Porém de forma destrutiva.
Ciúmes é também falta de autoconfiança. Você tem ciúmes porque teme a perda do ente querido, acredita que a outra pessoa (“a rival” ) é melhor do que você, e isso causa insegurança.
De imediato eu digo, para reduzir e exterminar o ciúme, elimine essa crença de que sentir um pouquinho de ciúme é bom, aumente a sua autoestima e autoconfiança e converse com ele sobre o que está sentindo (de forma calma e tranquila).
Ciúme só gera brigas, desentendimentos e mágoas. Se quer demonstrar o quanto ama seus parceiro, não encene ciúmes, demonstre de outras formas. Diga o quanto ele é importante e te faz feliz. Leve-o para passear em um lugar inspirador e romântico. Prepare uma noite intima para vocês. Enfim, existem diversas formas de demonstrar o seu carinho. Não acredito que ciúmes expressem bem o amor e afeto que os une.
Se no seu caso o ciúme é gerado pela baixa autoestima, trabalhe para aumentar a sua autoconfiança e amor próprio. Existem várias formas de aumentar a sua estima. A mais importante é parar de uma vez por todas de se comparar. A comparação só vai gerar baixa autoestima e decepção consigo mesma, afinal de contas sempre haverá alguém que tenha o cabelo mais bonito, a cintura mais fina, a boca mais carnuda, a conta corrente mais próspera.
Então o caminho mais seguro e saudável rumo a plenitude pessoal e afetiva é concentrar-se em você. Concentre-se no seu relacionamento.
Olhe mais para dentro de si mesma.
Cuide-se. Pratique atividades físicas, tenha uma boa alimentação e trabalhe o seu autoconhecimento.

Acredite no Amor e Viva o seu Melhor!!
Pâmi Garcia