Cuidado com o espelho do seu futuro

Recentemente, acompanhando alguns estudos sobre comportamento humano, me deparei com uma coisa significativamente interessante: “o nosso futuro é o reflexo do conjunto de nossas atitudes e pensamentos do passado”.

Sem querer dissertar a parte de psicologia profunda, vamos nos ater ao que de fato interessa, segundo a didática do Point dos Amores. O ser humano é nada mais e nada a menos do que um conjunto de hábitos.

Desde a infância nós colecionamos uma significativa carga emocional de praticamente todas as atitudes que acontecem a nossa volta. Isto contando as do ambiente familiar, dos primeiros contatos na escola, como também do meio aonde crescemos.

Com o passar dos anos, a media de todos estes acontecimentos terminam por modelar a nossa personalidade. E quanto mais o tempo vai passando mais desenvolvemos a tendência de nos acomodarmos e nos utilizar-nos do banco de dados já construídos.

Muitas das vezes a maioria das pessoas constrói um banco de dados de muitos insucessos na vida afetiva e acabam por se conformar ou com a solidão ou com o fato de manter relações instáveis e de curta duração.  E a cada insucesso experimentado, mais você vai desenhando em seu intimo um futuro trágico no campo dos relacionamentos.

Vamos a uma breve analise do que este artigo trata. Suponhamos que uma pessoa tenha se casado muito jovem e depois de algum tempo ela venha se separar. O simples fato da separação por si só não tem força suficiente para refletir o seu futuro na área afetiva, mas as atitudes que são tomadas nos instantes após a separação não só criam o banco de dados para as experiências futuras como também se fazem decisivas ou para o sucesso ou para o fiasco da relação futura.

Atitudes auto destrutivas como a perda do amor próprio e a realização de atos nada condizentes com a personalidade real e digna da pessoa, podem fazer com que o seu presente reflita para o seu futuro imagens negativas que atrairá uma realidade negativa.

Um dos segredos ainda não revelados de ciganas, cartomantes, videntes e demais advinhos do gênero, será revelado agora a você. Eles todos de um certo modo sabem da verdade que está contida neste artigo. Todos eles sabem que o futuro de qualquer pessoa está escrito nas atitudes que elas tomaram no passado e tomam no presente. Darei uma demonstração no parágrafo seguinte.

Chega Brenda a uma cigana  para se consultar sobre a vida sentimental, antes de começar a dita “consulta” a uma sondagem de como está a vida da coitada, a pessoa sem perceber começa a contar que desde criança nunca deu sorte no amor (primeiro indicativo de que ela sofre de alguns distúrbios da personalidade como a baixa auto estima), que todos os seus relacionamentos passados terminaram de forma inexplicável (inexplicável não, o Point dos Amores explica: se uma pessoa não mantem uma auto estima e um amor próprio, não há ser humano que queira ficar ao lado de pessoas assim, ai mais dia, menos dia o relacionamento acaba, não é mistério é fato). Tendo em mãos estas informações a dita consulta sobrenatural pode começar.

Sem perder tempo narrando o teatro das consultas do tipo, a conclusão que extrai-se é a seguinte, se a pessoa continuar a ter as mesmas atitudes de insucesso ela estará condenada a jamais saber o que é ser realizada no amor, mas se a pessoa tomar a atitude de começar a reescrever a sua história novas experiências acontecerão. Está cientificamente comprovado não são rituais de feitiçaria e simpatias que “trazem a pessoa amada” e sim a nova atitude mental da pessoa em não mais querer agir da forma fracassada de antes.

Em síntese, lembre-se de pensar de forma cuidadosa e de agir cautelosamente em sua vida sentimental, pois o que você fizer no momento presente será o que acontecerá no seu futuro, se ainda não está convencido, veja que o seu presente é o retrato fiel de atitudes, medos e pensamentos seus que você teve no passado.

O seu sucesso ou o seu fracasso é construído segundo a segundo, seja inteligente de construir o seu futuro tendo por base a realização de atitudes positivas hoje.

Atenciosamente;

Hudson Sander