As melhores dicas para cuidar bem do guarda-roupa

O que você acha que é preciso para cuidar bem do guarda-roupa? Na internet, você vai encontrar um monte de fórmulas caseiras. Incluem ingredientes de cozinha, como vinagre, e até mesmo químicos, usado na limpeza pesada doméstica.

ANÚNCIO

No entanto, não é o que os fabricantes dos móveis e nem das roupas indicam, viu? A ideia desse conteúdo é trazer as melhores dicas para limpar o guarda-roupa e mantê-lo organizado por mais tempo. Ah, isso também vai fazer com que fiquem mais cheirosos.

Como cuidar de um guarda-roupa?

A primeira dica é a que mais faz sentido para quem está lendo esse conteúdo. Afinal, como cuidar de um guarda-roupa do jeito certo? Será que existe um passo a passo? Na verdade, o segredo não está escondido a sete chaves e todo mundo já sabe qual é: organização.

ANÚNCIO
Foto: (reprodução/internet)

Essa organização passa por uma limpeza periódica, por alocar as peças de um jeito simples e também por hábitos que vão mantê-lo cheiroso por mais tempo. Como fazer tudo isso? Foi por isso que criamos as dicas abaixo, que você vai conhecer a partir do próximo tópico.

Antes disso, é preciso que se leve em conta que essas informações são gerais, para todo tipo de guarda-roupa. Mas, sempre vale ficar atento ao seu móvel. Conforme o material, o tamanho ou as características, algumas dicas serão mais preciosas do que outras.

ANÚNCIO

O que usar para limpar o guarda-roupa

E como a gente mencionou essa limpeza do zero, agora vem aqui uma próxima dica: a limpeza do guarda-roupa. Será que é preciso usar algum produto especial para evitar traças e outros insetos? E como é que faz para o deixar o guarda-roupa cheiroso? Vamos ver tudo isso.

Foto: (reprodução/internet)

A limpeza, se for um guarda-roupa de MDF (o mais comum hoje em dia), deve acontecer a partir de um pano úmido e nada mais. Em alguns casos, vale a pena usar produtos, como aqueles de lustrar móveis. Só que sempre vale a pena falar com o fabricante para certificar.

Agora, o que pouca gente sabe é que a limpeza deveria ser mais periódica do que realmente acontece nas casas brasileiras. A cada 15 dias deve-se fazer essa higienização. Ainda mais em lugares que acumulam muita poeira ou há problemas de cupins.

O que fazer para manter o guarda-roupa cheiroso?

Aqui a gente vai dar um verdadeiro susto nas pessoas. Porque todo mundo tem uma técnica caseira para deixar o guarda-roupa sempre cheiroso. Dos potinhos com bicarbonato de sódio até mesmo a inclusão de flores cheirosas entre as roupas.

Foto: (reprodução/internet)

O fato é que as roupas já saem da lavagem e secagem de forma cheirosa, concorda? E os móveis só vão ficar com cheiro ruim quando não são bem cuidados ou quando existe alguma peça de roupa lá dentro que não está cheirosa.

Então, é simples: basta higienizar o guarda-roupa com mais frequência e só guardar lá as roupas lavadas. Simples assim. Já as soluções caseiras podem dar certo, mas não são recomendadas nem pelos fabricantes das roupas e nem pelos dos móveis.

O que é bom para não dar mofo no guarda-roupa

Muita gente tem problema com mofo no guarda-roupa. E de novo as ideias caseiras surgem. Agora, citam vinagre de álcool, giz de lousa, pedaços de carvão ou até mesmo umas lavagens mais bruscas, com esponjas de aço. Ou seja, nada que seja de fato eficiente.

Foto: (reprodução/internet)

Assim, o mofo acontece quando há um conjunto ou combinações de fatores. É a falta de arejamento, com a umidade e a falta de luz solar. Então, esse tipo de fugo pode ser exterminado justamente com os cuidados que se tem.

Ao invés dos produtos caseiros, hoje em dia existem aqueles que são criados para lavar as roupas (produtos com antimofo) e outros que podem ser colocados dentro dos armários. Eles são vendidos em vários lugares, como supermercados.

O que acabar com cupim no guarda-roupa?

Geralmente, sabe-se que tem cupim em casa quando há aqueles montinhos de “pó de madeira”. Na verdade, aquilo lá nada mais é do que as fezes dos cupins, que são liberadas após eles terem comido os objetos, especialmente, de madeira.

Foto: (reprodução/internet)

A boa notícia é que hoje em dia dá para recuperar a maioria dos móveis que foram comidos por cupins, até mesmo os guarda-roupas. As soluções caseiras passam por óleo de cravo da Índia, que é mais comum para evitar a infestação desses insetinhos.

Para casos em que a devastação foi mais avançada, aí recomenda-se que um profissional faça o trabalho de restauro. O curioso é que em alguns casos dá até para ouvir o barulho deles “mastigando” a madeira: é como o barulho de um papel sendo amassado.

O espaço para as roupas respirarem

Agora que vimos sobre mofos e cupins, vem essa dica que é de ouro: as roupas precisam respirar, independente do material que elas são feitas. Quando ficam muito tempo em lugares fechados e sem ventilação, acumulam umidade, bactérias e mofos.

Foto: (reprodução/internet)

O mesmo vale para os sapatos. Por isso, um dos maiores erros está em deixar roupas e sapatos em sacolas plásticas. Muita gente faz isso pensando que vai proteger as peças, mas não vai. Sem respirar, o tecido vai ficando mais fácil, cada vez mais.

Uma alternativa seria o uso de produtos organizadores, como é o caso de caixas de TNT. Isso porque esse é um material respirável, que traria mais condições para que os tecidos respirassem e mantivessem a sua qualidade.

Como guardar roupas de cama no guarda-roupa?

Uma das dúvidas mais frequentes sobre a organização de roupas em guarda-roupas é sobre aquelas que são ditas como roupas de cama. Especialmente, lençóis e fronhas de travesseiros. Nesse caso, mais do que higienização, a ideia é pensar em organização.

Foto: (reprodução/internet)

Em um tipo de passo a passo, leve em conta que primeiro é dobrar o lençol de forma retangular. Depois, dobrar o lençol formando um quadrado. O mesmo para as fronhas. Com as peças dobradas, basta acomodar em prateleiras ou gavetas.

O curioso é que muita gente tem dificuldade para dobrar lençol que tenha elástico. No entanto, há vários vídeos de tutoriais no Youtube que ensinam. E depois que aprendem pela primeira vez, todas as pessoas passam a não ter mais problemas com isso.

Como deixar o meu guarda-roupa sempre arrumado e organizado?

A primeira coisa a se fazer é dar aquela repaginada no seu guarda-roupa. Começar do zero vai ser importante em algum momento da sua vida. Então, tire tudo de dentro e comece. Aí vale a pena pensar em alguns tipos de separação que sempre funcionam bem.

Foto: (reprodução/internet)

Dá para separar por tipo de roupa ou por cor, como acontece nas lojas. Do mesmo jeito, vem a separação por categorias, o que torna o uso no dia a dia mais prático. Dobrar as roupas vai ser necessário e cada um tem uma forma de fazer isso. Os cabides também ajudam.

O legal é pensar em um esquema que seja possível de ser mantido. Ou seja, pilhas muito altas de camisetas dobradas pode não ser prática para gavetas porque você vai acabar bagunçando. Já usar os cabides para camisas é ideal para que se mantenha a arrumação, por exemplo.

As roupas que ficam em cabides

Uma boa pergunta para se fazer é: quais roupas devem ficar em cabides? Isso porque existem aquelas que não se adequam bem a esse formato de suspensão. Logo, devem ficar dobradas e guardadas em gavetas para evitar deformações.

Foto: (reprodução/internet)

Para começo de conversa, as que mais devem ficar em cabides são: casacos de couro, paletós, blazers e camisas sociais. Além do couro, a camurça é outro material que precisa ficar em cabides e não pode ser dobrado.

Já os tecidos mais delicados não precisam ficar em cabides. É o caso de lã, lycra, poliéster, malha final, flanela, Jersey, tricô e outros. O ideal é que eles sejam dobrados. O mesmo vale para peças íntimas, meias e biquínis, que podem ficar em gavetas.

Como limpar o guarda-roupa por fora?

Para fechar as dicas sobre a limpeza de guarda-roupas, leve em conta que a parte externa é ainda mais simples de ser limpa. Um espanador ou pano de pó vai ser suficiente. Assim, pode ser de retalhos ou de microfibra.

Foto: (reprodução/internet)

Para quem já tirou o pó e quer dar um toque a mais, a ideia é usar apenas um pano úmido com uma pequena dose de sabão neutro. Aí é só esfregar e limpar as manchas, especialmente se o guarda-roupa for na cor branca.

As especificações dos fabricantes

E como estamos falando de cuidados com as roupas que vão no guarda-roupa, vale trazer a notícia sobre os fabricantes também. Isso porque cada um deles tem as suas próprias regras quanto à lavagem, passagem e também armazenagem dos produtos.

Isso envolve todo cuidado com a limpeza e com o ambiente em que ela será guardada. Na dúvida, sempre busca informações do fornecedor. Até porque cada roupa é de um tecido diferente, tem cores diferentes e processos fabris que podem se diferenciar.