Educação Espiritual

Maria José de Araujo Filha[1]

RESUMO

A presente proposta apresenta como tema Educação Espiritual na formação dos discentes, tendo em vista as transformações sociais, econômicas e culturais que abalam de maneira construtiva ou destrutiva a dignidade humana.

Descobrir a essência da alma é o grande desafio da ciência

Percebemos que o papel do educador não é mais o de passar conhecimento apenas científico, é também, no plano educacional descobrir a alma como evolução do espírito. Elevar a consciência do homem através de informações que expandam sua consciência; oferecer meios que estimulem o amadurecimento da mente para torná-lo um ser crítico.

PALAVRAS-CHAVE: essência da alma, consciência, valores humanos

INTRODUÇÃO

A missão pedagógica do educador não se dá apenas no plano moral. Deve abranger dimensões humanas como a Dimensão espiritual: ampliação da consciência pelo autoconhecimento, comportamento ético na sociedade, respeito às exigências ambientais; Encontro profundo consigo mesmo e os demais; Busca do sentido da vida diária; Consciência da interdependência da vida; Respeito pela vida. Os educadores devem também se esforçar pelo avanço intelectual de si mesmos e da comunidade a que pertencem. Promover a cultura elevada e proporcionar meios à instrução, isso faz parte integrante de seu programa de ação.

Atualmente, até mesmo a educação tecnológica está enfatizando os valores humanos. A tecnologia tem de ser dedicada à promoção de ideais elevados.

Estimulando os verdadeiros valores da humanidade na educação, a criança reconhece esses valores em si mesma e compreende as mais profundas leis que regem o ser humano e o Universo, pois esses valores se encontram inerentes,em estado latente, na alma de todos nós.

A tarefa do educador atual é o despertar desses valores. Chegou o momento de todos juntos, adultos e crianças, acreditarem no potencial humano de amor, paz, fraternidade, não-violência, confiança, entre outros, confiando que o mundo pode ser transformado a partir do desenvolvimento da consciência de cada um, e desta forma, participar do nascimento da nova sociedade.

A educação deve servir não só para desenvolver a inteligência e as habilidades de alguém, mas para ajudar a ampliar sua perspectiva, tornando-a útil à sociedade e ao mundo em geral. Isto é possível somente quando o cultivo do espírito é promovido em conjunto com a educação nas ciências físicas. A educação moral e espiritual treinará o homem para conduzir uma vida disciplinada, deverá ajudar no desenvolvimento emocional, amadurecer, corresponder àquilo que nossa mente sabe. A mente do indivíduo tem que se voltar para a fonte de conhecimentos. Buscar o que se precisa aprender, tratar da saúde mental e não somente informar. Reconhecer o educando como um ser em sua totalidade e não como uma simples pessoa.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

· A educação espírita. Disponível em: http://artedeeducarcomarte.com.br. Acesso em: 14/02/2010.

· A Educação Espírita. www.espirito.org.br. Acesso em15/02/2010.

· Educação e Espiritualidade. Disponível em: http://educesp.blogspot.com. Acesso em: 14/02/2010.

· Educação e Espiritualidade « Educação no Século XXI. Disponível em: http://fmaria.wordpress.com. Acesso em: 14/02/2010.

· Pais de bem com a espiritualidade, filhos de bem com a vida Disponível em: http://somostodosum.ig.com.br. Acesso em: 15/02/2010.

· A ESPIRITUALIDADE E O EMPREENDEDORISMO NA FORMAÇÃO DOCENTE: UM ESTÍMULO A UMA PRÁTICA MAIS HUMANIZADORA NA EDUCAÇÃO. Disponível em: www.fapas.edu.br. Acesso em: 15/02/2010.

· Educação espiritual. Disponível em: www.estudosdabiblia.net. Acesso em15/02/2010.

· Educação Espiritual & Valores Humanos Educação Espiritual & Valores Humanos . Disponível em: https://omnisciencia.locaweb.com.br. Acesso em15/02/2010.


[1] Licenciada em Letras pela FAFICA (Faculdade de Ciências e Letras de Caruaru) e Aluna pós-graduanda em Metodologia do Ensino da Língua Portuguesa pela UVA (Universidade do Vale do Acaraú)