Eficiência e Eficácia – O importante é saber onde dar a martelada!

Era uma vez um grande navio que recebeu a missão de transportar dez toneladas de ouro de alta prioridade. Logo na saída da costa, depois de aproximadamente dez quilômetros, o motor do navio enguiçou. Como a carga era de alta prioridade e a entrega tinha hora de chegada, o dono do navio resolveu imediatamente chamar um especialista para fazer o reparo. Sendo assim contratou o melhor técnico da região. O técnico chegou ao local e trabalhou durante um dia inteiro, mais não conseguiu resolver o problema. Diante do acontecido, o proprietário do navio resolveu contratar o melhor engenheiro do país para resolver o problema. O engenheiro chegou ao local e trabalhou três dias incessantemente e não conseguiu resolver o problema. Então furioso o dono do navio resolveu contratar o cara responsável pela construção do navio. Chegando ao local com seu ajudante, se dirigiram para a casa de máquinas, avaliaram o problema e o responsável pediu um martelo ao seu ajudante. Havia uma válvula presa ao lado de uma tubulação, ele então com o seu martelo deu uma martelada e pediu que religassem o motor do navio. Para a surpresa de todos, o navio estava totalmente recuperado e em perfeitas condições. O dono do navio agradeceu e pediu que lhe mandasse depois o valor da manutenção.

Posteriormente chegaram as contas para o proprietário do navio. O técnico que trabalhou durante um dia inteiro, cobrou o valor de R$400,00. O dono do navio o pagou tranquilamente, pois ele trabalhou normalmente. O engenheiro, que foi a segunda pessoa a tentar consertar o navio e não teve sucesso, lhe enviou uma conta de R$ 2000,00. Tudo bem é um engenheiro e precisa cobrar como tal, e o dono o pagou normalmente. O Responsável pela construção do navio, que foi a única pessoa que resolveu o problema, lhe enviou uma conta de R$20.000,00. O proprietário do navio achou o valor estranho, mas afinal foi o único que conseguiu resolver o problema. Mas ele o pagaria com o seguinte acordo, que o responsável pelo concerto do navio, lhe enviasse uma carta informando o porque o valor ficou tão caro.

Sendo assim, o responsável pelo concerto lhe enviou uma carta com os seguintes dados:

1. Para dar a martelada R$ 1,00
2. Para saber aonde bater com o martelo: R$19.999,00

Analisando esta história pelo contexto oferecido, exemplificamos e explicamos muito bem a diferença entre eficácia e eficiência.

Eficiência significa fazer bem feito
Eficácia significa fazer o que tem que ser feito.

No mundo dos negócios, não adianta fazer bem feito algo que não precisa ser feito. E é isto o que acontece com muitas pessoas que fracassam no mundo dos negócios, marketing de rede e até em empregos formais. Dedicam boa parte do seu tempo para fazer as coisas que não precisam, embora façam bem feitos.

Um grande exemplo disto hoje em dia é a própria burocracia no Brasil. De acordo com estas leis somos obrigados a fazer milhares de coisas muito bem feitas, mas que não são necessárias.

Se você possui um negócio próprio ou mesmo trabalha na área industrial atuando como empregado, você precisa saber exatamente onde dar a martelada. Você deve focar sua atenção no que precisa ser feito e fazer bem feito. É a grande combinação de eficiência e eficácia que vai te levar ao sucesso.

Faça um plano diário de tudo o que precisa realmente ser feito naquele dia. Se o seu dia é curto para as atividades que precisa executar, como a maioria dos brasileiros, identifique quais são as mais importantes, e dê prioridade a elas, fazendo bem feito.

Sempre quando for realizar algo em que você terá que dedicar seu tempo ou dinheiro, se pergunte: Isso precisa ser feito ou não?

Se precisar, faça-o bem feito
Se não precisar, não perca tempo fazendo o que não precisa ser feito!

Um grande abraço a todos!

Sucesso!