Liderança Essencial

Pensar na liderança essencial torna-se fundamental para quem quer desenvolver-se como pessoa, como um sistema, como empresa, como relacionamento ou como líder.

É importante que as pessoas entendam que somos elementos e nos interagimos para nos mantermos vivos no “jogo da vida”, com outras palavras, somos elementos que interatuam com um fim em comum: a sobrevivência.

O líder ele nasce ou ele surge ao longo de uma vida? Acredito que o líder possa nascer na infância, onde a criança já cresce com um perfil diferenciado e com um poder incrível de relacionar-se e promover a vida no sistema, ou seja, um ambiente onde todos cooperam buscando o melhor para o meio.

Por outro lado a pessoa que não nasceu com o perfil de liderança, precisa desenvolver-se e ter a força de vontade para se preparar, como Bob Knight diz “A vontade de se preparar precisa ser maior que a vontade de vencer.” O desenvolvimento somente acontece quando a pessoa acredita nesta hipótese, dedica-se e foca na ação, conforme citação de Dov Éden , “ Quanto mais s pessoas acreditam em uma coisa, quanto mais se dedicam a ela, mais podem influenciar no seu acontecimento.”

Qual é o papel fundamental de um líder? Sabe-se que liderança é a capacidade de promover a continuidade da vida em um sistema, e o líder é uma pessoa forte que tem a função de direcionar, ou seja, mostrar o caminho a percorrer e encontrar soluções antes que a tensão atinja o ambiente organizacional.

Ao mencionar Liderança Essencial, me refiro as características essenciais que uma pessoa precisa ter para que seus resultados sejam satisfatórios para a empresa.

A Liderança Essencial baseia-se nas 10 características a seguir:

– Atitude: Ação. A pessoa até pode não ter conhecimento ou habilidade, mas se tiver atitude alcança o Sucesso.

– Autoconsciência: Percepção e conhecimento de si próprio.

– Autogerenciamento: Problemas e adversidades devem ser encarados pelo líder como sendo oportunidade de desenvolvimento, crescimento e transformação.

– Comunicação assertiva: Linguagem que gere o filme da ação necessária, ou seja, foco no positivo e nas soluções. É pertinente destacar a importância do feedback, que tem como definição; as informações como uma pessoa percebe a outra. O feedback pode ser positivo ou corretivo, deve ser visto como uma oportunidade de crescimento.

– Estratégia: Meta e Planejamento. Meta é o que eu quero alcançar, já o planejamento é como farei para alcançar a minha meta. Primeiramente é importante definir a meta, traçar com clareza o prazo para a realização, escrever a meta, lê-la diariamente, se apaixonar realmente pela meta, partir para a ação e acreditar na concretização da mesma.

– Maturidade: o líder precisa ter um nível de amadurecimento elevado pra lidar com situações conflitantes. Saber utilizar minuciosamente sua influência e sempre negociar com o foco no ganha-ganha.

– Motivação: É o motivo que leva uma pessoa a ação. A motivação pode ter dois princípios essenciais; a necessidade e a paixão, ou seja, eu preciso vou lá e faço ou pela paixão, pelo amor realizo algo.

– Relacionamento: Interação de dois sistemas ou mais que busca o desenvolvimento e a vida. O líder deve criar relacionamentos verdadeiros com seus liderados, fazem o “rapport” – palavra de origem francesa que significa espelhamento, ou seja, a liderança precisa “ganhar” seus liderados e trabalhar de forma harmônica.

– Trabalho em equipe: Elementos que trabalham juntas com sinergia e competências que se completam para atingir objetivos comuns. O foco está no “nós” e não no “eu”.

– Visão Sistêmica: Ter uma visão global, entender que tudo interfere no todo, somos conectados e é preciso enxergar além do que é visto!

O artigo se encerra aqui…

Agora você tem algumas ferramentas para utilizar a seu favor, na empresa ou fora dela…

Desenvolva a Liderança Essencial e confie no seu potencial, tudo depende de você!