Logosofia – uma nova civilização para a humanidade

Para resolver o problema da humanidade a Logosofia instituiu, pela primeira vez na história dos seres humanos, como ponto de partida, a superação individual por meio da realização do processo de evolução consciente. A única solução, porque, pelos meios utilizados até hoje, as culturas antigas e atuais, incluindo as crenças de um modo geral, não foram capazes de ensinar o homem a conhecer a si mesmo, o mundo mental que o rodeia, a suprema vontade do Criador plasmada nas Leis Universais e o próprio espírito.

O ser humano, à medida que vai se superando e evoluindo com a participação da consciência, clama, internamente, por verdades que lhe saciem a sede do saber superior para que possa criar, dentro de si, a verdadeira felicidade e seguir o caminho que o conduza ao Criador.

A falta de uma orientação segura para a sua evolução tem levado o homem a projetar-se sempre para fora de si mesmo e, desta forma, é impossível vincular-se com o seu interno, com a sua natureza espiritual e conhecer a sua  realidade. Com o despertar da consciência superior, sente a necessidade de dedicar-se, também,  aos aspectos transcendentes, visando à superação em todas as ordens da vida.

O pensador e humanista González Pecotche, criador da Logosofia, veio proporcionar ao ser humano, por meio da realização do processo de superação integral  o caminho que o possibilita a prosseguir sua marcha em direção da finalidade essencial da vida para a qual foi criado.

Lacemar

Para mais informações sobre a Logosofia e a Fundação Logosófica:

www.logosofia.org.br