Louvor e Adoração

Condições de um verdadeiro Ministro de Louvor

O que dizer a respeito do preparo daqueles que ministram louvor ao povo de Deus? Na verdade existe um infinito de recomendações para pessoas que trabalham nesta área, o que também pode ser aplicado em outros ministérios da igreja.

Como sabemos, vivemos em constante combate contra forças sobre-humanas, o Apóstolo Paulo, escreveu à igreja de Éfeso dizendo que “a nossa luta não é contra carne e sangue, mas contra forças espirituais do mal nas regiões celestes” e que, portanto deveríamos estar “revestidos de toda armadura de Deus para podermos ficar firmes contra as astutas ciladas do maligno” (Ler Efésios 6. 10-20).

Diante desta realidade enumerei alguns pontos que servirão como auxílio no preparo de ministros de louvor da igreja:

– Quanto à vida espiritual:

Todo Cristão deve estar comprometido com a Oração, Leitura da Palavra, Bom Testemunho, Obediência e Submissão à Autoridade, em fim, é nosso dever como filhos de Deus viver em fidelidade e comunhão com Ele. Porem, quando o assunto é o Ministério de Louvor da igreja é preciso que se estabeleça alguns princípios específicos como:

1º- Oração e Compartilhamento da palavra- Reservar um tempo durante a semana para que os componentes do ministério se reúnam para orar e compartilharem juntos a palavra de Deus. Obs: nesta reunião é importante que o pastor ou alguém designado por ele esteja presente para consolar e fortalecer os corações dos músicos.

2º- Envolvimento com a Visão Principal da Igreja- Não é bom que os componente estejam envolvidos somente no louvor, todos devem estar envolvidos naquilo que é a visão principal da igreja (ex: Visão da Igreja em Célula).

3º- Sinceridade no Louvor- Deus espera um louvor perfeito, ainda que haja erros técnicos, é preciso estar em plena comunhão, pois é na sinceridade com que tocamos ou cantamos que Ele virá sobre nós e sobre a igreja.

4º- Pronto para a Guerra- todo ministro de louvor deve estar consciente de sua posição no reino, tendo assim, de assumir uma postura de guerreiro e saber que quando está tocando ou cantando está na verdade está destronado principados e potestades na vida de muitas pessoas. Por isso, proteja-se e esteja pronto para a guerra.

Quanto aos elogios:

– A tendência é que um músico razoável, amanhã se torne um excelente músico, e é exatamente aí que está o perigo. As pessoas normalmente não sabem receber elogios, umas, se diminuem demais e acham que a pessoa está na verdade zombado, outros, logo cuidam de empinar o nariz e se tornam pessoas soberbas e altivas de coração, totalmente desprovidos de humildade. Seu lema é: Eu sou o cara! Vamos ver a seguir, alguns riscos que o ministro de louvor deve evitar.

1º- É preciso arrancar o espírito de músico- todo músico espera ser reconhecido (até os mais humildes), todos esperam ser aplaudidos de pé e ouvir seu nome sendo gritado por multidões perplexas e desesperadas. No entanto, é necessário arrancar o espírito de músico e deixar o a graça de Deus crescer sua vida. É como disse João Batista: “Convém que Ele cresça e que eu diminua”.

2º- Estabelecendo o espírito de levita- O músico de Deus precisa se esvaziar de si mesmo, negar a si mesmo para que o espírito de levita, servo e adorador seja estabelecido em sua vida. Quando isso acontecer, toda honra e toda glória será dada a Jesus.

3º- Cuidado a mascara- O ministro de louvor deve vigiar em todo o tempo para evitar mascaras do tipo: é para marcar um ensaio diz: não preciso ensaiar mais essas músicas; para cantar certa canção diz: essa não porque todo mundo canta. Seu lema é: Vou ver o que posso fazer.

4º- pensar que não precisa mais ser ensinado- Quando o nível musical sobe e vem os elogios, não é difícil encontrar certos figurões dizendo: Não preciso mais que ninguém me ensine. Isso mais tarde pode levá-lo a queda.

Nossa condição deve, em todos os momentos, ser a der servos fies, que tem um coração desojoso pela presença de Deus… Sejamos juntos verdadeiros precursores de um novo avivamento que virá atravez da música sobre toda a nação.

Sávio Jessé S. Silva