Marketing pessoal é essencial para quem deseja sucesso na carreira

Muitas pessoas qualificadas passam por processos seletivos almejando uma vaga de emprego, mas não conseguem mostrar suas qualidades, pontos fortes e sua possível contribuição para a empresa. Isso acaba prejudicando o desempenho nas entrevistas e muitas oportunidades são perdidas.  Segundo Eberson Federezzi, diretor da empresa de recursos humanos Global Network, em Curitiba, conseguir mostrar suas qualidades, habilidades e competências durante a seleção é fundamental. “Isso chama-se marketing pessoal. É a imagem que o profissional passa para as outras pessoas, suas atitudes, a maneira como ele mesmo se apresenta. Isto não é importante apenas na hora da entrevista, mas durante toda a carreira”, explica Federezzi.

Quem deseja fazer um bom marketing pessoal deve ter objetivos, saber com clareza aonde se quer chegar. “São muitos fatores que constroem a imagem de uma pessoa. São ações e comportamentos que ajudam a dar visibilidade as competências, habilidades e o conhecimento de cada um. Mas deve-se ter equilíbrio para não exagerar e parecer falso ou grosseiro”, alerta o especialista. Uma boa estratégia de marketing vai desde atitudes pequenas, como um cumprimento, até algo mais completo como um planejamento com metas definidas.

O primeiro passo é desenvolver as competências profissionais, com base nas características pessoais que possam ser positivas na carreira. “As qualidades devem ser exploradas. Liderança, criatividade, bom relacionamento inter-pessoal e pró-atividade devem fazer parte do cotidiano profissional”, aponta Federezzi. A próxima etapa consiste em utilizar ferramentas para promoção pessoal. Federezzi ressalta que ter um amplo networking é fundamental. Por isso é importante sempre ser visto, participar de eventos, congressos, tudo o que for relacionado à área de trabalho para aumentar os contatos profissionais.

A aparência também é importante, afinal “a primeira impressão é a que fica”. A maneira de se vestir tem que condizer com a área de atuação de cada um e tem que transmitir confiança e credibilidade. “Há muitos outros aspectos envolvidos no marketing pessoal, como a comunicação, a ética e os valores. Educação e respeito são pontos primordiais. Os valores do profissional também têm que estar alinhados com os da empresa para evitar conflitos e o discurso tem que condizer com o comportamento, dentro e fora da empresa. Isto demonstra transparência”, assegura Federezzi.

stratégias da contratante, consideradas as características mais exigidas neste mercado”, finaliza.

a sua rede de contatos profissionais. “Quanto mais você se expor de maneira a formar uma boa imagem, consistente, com informações reais e relevantes, maior será a chance de você se dar bem quando seu perfil for avaliado”, acrescenta Rossana.

http://www.gnetwork.com.br

eberson@gmetwork.com.br

41 3205-7545 / 41 3205-8575