MOTIVAÇÃO e PRODUTIVIDADE

Imaginando que todo e qualquer empreendimento, público ou privado, se equipare à uma edificação, a análise de solo e o subsequente assentamento do alicerce são vitais para que se possa erguer inúmeros pavimentos, sejam quantos forem.

Mirem-se no atuais quase espaciais edifícios: Burj Dubai e Al Burj, ambos no Oriente Médio, com 818 e 1200 metros de altura, respectivamente.

Pois bem, o alicerce, como subsequência da análise e preparo prévios do terreno onde irá se fundar, é composto, nesta analogia, inevitavelmente, por PESSOAS, SERES HUMANOS, PENSANTES, que sustentarão os pavimentos que seguirão ao alto.

O homem é, incansavelmente, atrevido e empreende seus anos em busca contínua de MAIS, sem limites.

Perspectivas, crescimento, desafios, dentre outros tantos SENTIMENTOS, fazem parte do seu próprio ALICERCE, que promovem os seus crescimento e sustentação.

Tal qual em edificações concretas, os alicerces podem ser comprometidos por eventos alheios às suas previsões e estudos. Normalmente, por eventos externos , em sua maioria, imperceptíveis e nocivos, que destroem e corroem a estrutura, comprometendo qualquer possibilidade de se erguer outro(s) pavimento(s), ou seja, CRESCER. Ao contrário, promove a “parada da obra” ou, até mesmo, a sua queda.

Motivação é só um termo que, eu diria, faz parte do processo de manutenção do alicerce e da estrutura do indivíduo.

Eu diria, particularmente, que o homem deve ser IMPULSIONADO, ESTIMULADO o tempo inteiro, de forma que se sinta SUSTENTADO e com perspectivas intermináveis para erguer novos andares, que aos olhos de cada indivíduo, não têm limites. O ALICERCE é bom, sólido e com tolerância a movimentações não muito bruscas, como na engenharia; AGUENTA SEMPRE.

PRODUTIVIDADE? É RESULTADO disto tudo. É o prêmio que será percebido por aquele(s) que conseguir(em) manter seu pessoal, naturalmente, MOTIVADO, ESTIMULADO e CONFIANTE, bem como a SI MESMO. Ai, posso me dar ao luxo, se me permitem, de dizer que isto se chama LIDERANÇA.

REGILBERTO GIRÃO © 2009

“Podemos ver Jim Carey personificando um idiota em um filme como Debi & Lóide e rir. Mas, quando Debi e Lóide estão administrando empresas, não é nada engraçado. A terrível verdade é que idiotas ativos estão nos espreitando. Os tentáculos de sua estupidez alcançam milhões de vidas. Seu poder é indescritível. Felizmente, idiotas não têm consciência da extensão de seu poder. Se esse tipo de chefe soubesse quantas balas têm na agulha, as coisas seriam realmente assustadoras.” JOHN HOOVER