Mudana!

Mudana!

Mulher bonita ou quase bonita,

simpática, rosto qualquer,

acomodação perfeita para os traços da frágil e delicada beleza,

simpatia reflete aos olhos do observador.

Olhos ariscos que não param de mexer-se,

parece embalar-se no compasso do corpo,

com oscilante comportamento,

ora brilha com avidez,

ora emergi em uma escuridão absoluta,

deixando uma expressão morta,

refletindo um vazio inexplicável,

característica fundamental da personagem.

Lábios finos, ou grossos, oferecidos,

Composto de desenhos desejosos e prometedores,

fazendo qualquer imaginação masculina ou feminina,

viajar nos braços de Afrodite em busca dos prazeres da vida.

Nariz sempre empinado,

representando ousadia e valentia

o que não condiz com a paz e tranqüilidade transmitida pelo conjunto facial.

Corpo com balanço faceiro,

esguio de curvas bem definidas,

seios arrumados deforma a exibir-se apetitosos,

umbigo levemente escondido,

provocando certo de desejo na sua profundidade,

coxas compridas e roliças de pele lisa macia e suave,

pés bem tratados,

finos despertando a podolatria adormecida em qualquer ser humano.

Desenrola bem a conversa,

conversa segura,

mas, de poucas palavras,

prefere escutar atenciosamente tudo e todos,

sempre estar a analisar a observar,

desde o cenário onde desenrola o dialogo,

a mais longínqua paisagem,

carregando seu consciente para o imensurável horizonte,

ausentando-se momentaneamente do dialogo,

porém, sem perder o controle dos acontecimentos.

Dialogo sagaz, insinuador, provocante,

sempre com resposta rápidas,

duras e objetivas,

simbolizando um raciocínio rápido e degolador.

De tudo um pouco ela conhece,

do pouco ela tem conhecimento profundo.

ágil no destorcer, confundir, desconversar,

quando se sente acuada pela falta de domínio.

Carregar no seu ser uma sabedoria peculiar,

adquirida nos sofrimentos do dia a dia.

Os balanços dos seus movimentos,

tem uma vulgaridade consciente,

que domina e controla seu alvo,

ela sabe o momento de apresentar ou camuflar,

o comportamento sagaz e agressivo,

o que é definido pela situação,

a composição e o momento,

o dialogo é quem dita.

Está sempre a procura de um cliente,

não importa raça, crença, ou condição social,

o que importa mesmo,

é um belo ganho financeiro ao negociar teu único bem!

E este foi a vida que te ofertou.

Teu corpo!

Jorge Francisco