Nos Bastidores do que é Notícia:Enem, o retrato da educação nacional.

É meu caro leitor. Parece que ainda não foi dessa vez que o Ministério da Educação conseguiu transmitir ao povo brasileiro segurança na condução da política educacional do país.
O ENEM, exame nacional do ensino médio, que teve suas provas aplicadas em todo o país no último final de semana, deixou claro para todos nós falhas graves.
Criado para ser uma alternativa ao vestibular para ingresso nas instituições de nível superior, o ENEM, que mobiliza vultosos recursos da União para sua realização, tem mostrado sim o quanto é vulnerável à fraude e o quando ainda tem falhas em sua organização.
Os prejudicados com tudo isso: os estudantes, que se dedicam , estudam durante um ano inteiro, em busca do sonho de ingressar na Universidade; e o País, que coloca à mostra a fragilidade do sistema educacional e a total incompetência do governo em sua gestão.
É bem verdade que os investimentos em educação no Brasil ainda estão muito abaixo do desejável. Isso se traduz pelo verdadeiro sucateamento da educação pública, baixa remuneração dos professores, baixos investimentos em pesquisa. Com tudo isso, como ter uma educação de qualidade?
Essa resposta não será dada por mim, mas deverá ser buscada junto aos gestores do sistema educacional.
Voltando à questão do ENEM, este tem servido para mostrar que, a falta de investimento, ou seja, a pouca importância que tem sido dada ao setor educacional no país, se reflete até mesmo na organização dos mecanismos de ingresso no sistema.
O problema é grave, deve ser enfrentado de forma enérgica, com medidas que possam sanar as falhas existentes e reformulação de toda a estrutura do sistema educacional.
O assunto educação é colocado nas discussões como prioritário, porém, pelos fatos ocorridos na aplicação do ENEM, percebemos claramente que a realidade é bem outra. Infelizmente…