nunca mais vou pra igreja

NUNCA MAIS VOU PRA IGREJA

O que acontece com alguém que derrepente descobre que uma suposta verdade é toda fragmentada com mentiras? . Nunca sequi outra religião que não seja cristã. Fui católico por imposição. Fui homem de Deus na Universal, mas não conhecia a verdade. (as pessoas da Universal não gostam de serem chamadas de crentes.), fui Evangélico fervoroso, cheio de fé, mas criado no mundo dos evangélicos. Derrepente a verdade que conhecia, mostrou suas fragmentações de mentira. E me faltou o chão nos pés! Surtei pirei no caminho! O meu evangelho admirável, que era a confissão de fé (teologia da prosperidade), me mostrou seus chifres de diabo. E o cristianismo, que eu nunca achei essas coisas todas, carrega o nome de um “Jesus” que eu não conheço mais. Foi ai que Resolvi juntar a galera, fui atrás de uns desviados, me uni a alguns que estavam machucados com a instituição “igreja”. A proposta foi que estudássemos juntos o verdadeiro sentido da igreja. O que é igreja? O que é congrega-se? Qual o verdadeiro sentido e intuito da igreja? Estas erram as perguntas que não calavam no nosso meio. Porém bastou poucos estudos para que nos chocássemos. Mesmo assim fui ousado, e lancei uma proposta: – o que nos impedi de unimos como igreja? Um pastor? Se for isto, Deus provera um pastor para seu rebanho. Lancei a proposta, a grade pedra fudametal, e outros pontos consideráveis, tipo: -nunca mais adotaríamos um templo -não teríamos mais um altar -o pastor em nosso meio seria mais um irmão. E não o nosso dono. – não seguiríamos liturgia -praticaríamos a comunhão dos santos. E entre estes pontos, nós não teríamos um nome, ou seja, não seriamos uma denominação. Não deu outra! Acabamos nos chocando, e acabamos por nos separa. Eles queriam adotar um nome, eu pelo contrario não aceitei. Depois caiu a ficha em mim, fiquei abismado! Percebi que estava afrente deles, o que eu estava propondo era demais! Foi ai que coloquei outro objetivo no meu coração, resolvendo nunca mais ir pra igreja. Nem muito menos levar ninguém pra lá. A proposta a mim mesmo era ser igreja. Isto mesmo, unir-me a cristo pra valer, e se congregar com aqueles que também mergulharam no Espírito, sendo batizados no mesmo corpo, o de Cristo. Entendi que igreja não é um local, mas que igreja é constituída de Gente, gente como a gente; gente que agente gosta; gente que se desgosta; gente que tem vergonha; gente que agente tem vergonha, gente sem vergonha. Todo tipo de pessoas iguais ou diferentes, mais unidas no amor fraternal e seguindo este único mandamento. E agora continuo andando, na caminhada da vida, da fé, aqui ou acolá. Sendo eu mesmo parte integral da igreja, vivendo no caminho, irradiando como luz, temperando como sal e dando muitos frutos para a vida eterna.

Romildo lima autor do livro : Teologia da prosperidade

http://baixarlivrosevangelicos.blogspot.com