O ESPETÁCULO E O OBSTÁCULO

O ESPETÁCULO E O OBSTÁCULO


CARTA PARA HOJE:

Senhor, me ajuda a crescer hoje!

Parece mais que te entreguei,

Que fugi do teu olhar revelador,

Na escuridão te olhei, enquanto soldados do mal te carregaram
E de todo mal jeito te arrastaram, como se fosse o mais indigno assassino, que merecesse dor.

Tira as pedras das minhas mãos, se teus mártires sofrem ao chão,

Tira o pau que quebra as costas dos teus santos em oração, na exposição diante da multidão de pecador,

Que eu solte as cordas que prenderam e arrastaram pelos pés alguém que se laçou, em armadilha impúdica.

Tira a lança que feriu um justo teu, que o pendurou, o enforcou, em meio a um monte de acusador, um Paulo humilhado, por ter te anunciado, sofrido por teu amor (Paulo, -69DC).

Renuncio ao machado que o degolou, derramado, no teu sangue lavado,

Que eu deteste a árvore que Lucas enforcou, a idéia maldita do nó que seu pescoço travou,
A tocha que acendeu, não o fogo do teu amor, mas teu amado, um Policarpo, apagou.

Na perseguição, não segure mais eu as vestes da ovelha muda diante do matador.

Renuncio ao sádico deleite de ver sofrer mesmo o mais vil transgressor.
Que eu nunca repreenda um justo, nem solte um opressor, um rebelde na guerra, um desertor, senão por teu misericordioso e constante amor.

Que eu nem olhe para um crucificado como tu, de capacete romano, e tua Majestade em espinhos,

Que sempre me faça sofrer te desobedecer.

Impede-me também de contemplar-te crucificado por mim,
Como alguém que só espera ouvir teu grito de abandono,
Na madrugada do pecado,
De ter a coragem de colher algum despojo em tanto nojo.

Que pregaria eu, no meio do teu trovão de ira santa?
Ainda hoje, se o Gólgota revisitasse, que diria além de SANGUE, SANGUE, SANGUE… “Verdadeiramente esse É O FILHO DE DEUS!” ARREPENDAMO-NOS, ARREPENDAMO-NOS. NÃO ESTOU CRUCIFICADO COM CRISTO, AINDA VIVO EU!!!!!

Porque calaste, que eu não me cale!
E que eu não reclame se alguém necessitar levantar um madeiro pra carregar, nem acompanhe procissão de vias dolorosas com viandantes mortos ambulantes, inconscientes do velório da sua própria carne.

Livra-me da curiosidade de espectadores condenados.

Livra-me de mostrar o caminho, nessa hora, ao que foi malhado.

Preferia ser agora mesmo aqui enterrado.

Ajudar!? Só “ajudar”! um de coração esfolado?

Sou réu.

Que eu nem olhe para o céu do Deus irado, mas saiba que no inferno sou esperado, figurante inerte, morno, desalmado, cena a cena, um impotente, na minha injustiça salvado pela justiça do ignorado.

Que eu desconheça a arte da carpintaria, nada entenda de cravos e martelos, mas chore teu véu rasgado, tuas suaves mãos que só acarinharam, curaram e guiaram.

Quando longe de mim estava eu, tão perto me amavas, teus pés juntados não deslisavam num palco balerino…

E quando te levantaram, nada tinham terminado, eram os mais fracassados, mandados.

Porque, calado, ainda viste aos lados. Quem seria eu dos dois? Certamente não estaria, nem mesmo ainda, contigo identificado.

Uma rima, uma bela frase, sem efeito, com defeito, IESUS NAZARENUS REX IODERUM ou ELI, ELI, LAMA SABACTANI, para que repetir-se acerca do meu pregado, meras falácias.

Por isso as línguas se misturaram.

Até agora não entendi a HONRA que recebi, que a pedra não era um obstáculo. JESUS É REI E EU O MATEI!

Esse escrito não te ofereço … não é real, não é Real, não tenho cheiro. Por que cantaram um hino depois da Ceia?

MARANATHA! ERCHOU! COME! VEM, SENHOR! http://lh4.ggpht.com/_EPzoBfhuCc4/Sn4Iac7AaYI/AAAAAAAABEM/aOOH_-nc24o/s400/minhacaneta.jpg

CARTA PARA VOCÊS EM: http://scrib-e.com [SCRIB-E LIGHT Friend CLICK NOW…]…quem não ama os que lhe amam não se ama ou não entende nada.
(Carta a meus novos amgos – leia em http://slideshare.com/FogoTV)
SCRIB-E LIGHT!
http://escribas.groups.live.com
http://regei.spaces.live.com
http//i.am.eu