Orientações sobre disfagia

Orientações sobre disfagia para profissionais da saúde e familiares de pacientes disfágicos.

A disfagia é uma dificuldade para deglutir(engolir),tanto pode ser alimentos sólidos,pastosos e líquidos,até mesmo a saliva.

Durante a deglutição passamos por quatro etapas ,sendo a primeira a fase preparatória(mastigação e formação do bolo alimentar);fase oral-voluntária(ingestão do bolo alimentar,em direção a cavidade oral e à faringe);fase faríngea-reflexa/involuntária(o alimento é levado pela faringe);e a fase esofágica(o alimento é levado pelo esôfago até o estômago).

Quais as modificações que ocorrem com o envelhecimento?

  • A massa e o tonicidade  muscular da língua diminuem.
  • A musculatura (força) diminui.
  • Flacidez dos ligamentos e músculos que sustentam a laringe,acarretando um maior risco de bronco aspiração,principalmente para líquidos.
  • Diminui a produção de saliva e esta fica mais espessa.

Quais são os sinais e sintomas da disfagia?

  • Sialorréia(excesso de saliva).
  • Reflexos orais anormais.
  • Acúmulo de alimento na cavidade oral.
  • Dificuldade na mastigação .
  • Mania de cuspir durante as refeições.
  • Regurgitação nasal.
  • Fadiga nas refeições.
  • Presença de tosse durante a deglutição(antes ou após a refeição também).
  • Voz molhada após a deglutição.
  • Dificuldade na deglutição de certos medicamentos e tipos de alimentos.
  • Medo de engolir.
  • Dor durante a deglutição(odinofagia).
  • Engasgos frequentes.
  • O alimento fica por muito tempo na boca.
  • Emagrecimento .

Doenças que interferem no mecanismo da deglutição

  • Acidente vascular cerebral.
  • Doenças progressivas.
  • Desordens musculares primárias.
  • Desordens endócrinas.
  • Obstruções.
  • Estágio final da doença de alzheimer.
  • Câncer de cabeça e pescoço.

É importante uma postura adequada durante a deglutição?

  • Sim,pois previne engasgos e pneumonia por aspiração.
  • O paciente deve estar sentado,com a cabeça ligeiramente inclinada para frente ,ajudando no fechamento do trato aéreo.
  • Uma postura correta facilita a passagem do alimento pela faringe e esôfago,comprometendo menos a respiração e a deglutição.
  • Quando o paciente estiver no leito,manter elevada a cabeça do paciente(70 a 90 graus).
  • Quando o paciente estiver na cadeira ,mantê-lo em posição ereta.
  • Evitar a hiperextensão do pescoço(cabeça ligeiramente para frente visando proteger as vias aéreas.

Higiene oral se faz  necessária

Restos alimentares acumulados na boca são fontes de bactéria.nos idosos, o perigo de uma bronco aspiração é maior pois em geral eles aspiram a própria saliva,desenvolvendo um quadro de pneumonia.

Por que tem boca seca?

A boca seca pode ser causada por medicamentos ou pode ser resultado natural do envelhecimento.

E o comportamento?

Normalmente acontece devido a um déficit cognitivo(dificuldade em se expressar) e uso de medicamentos que podem causar sonolência.

E os medicamentos interferem na deglutição?

  • Sim,alguns tipos de medicamentos podem causar boca seca,já mencionado anteriormente.
  • Discinesia tardia(movimentos repetitivos involuntários).
  • Diminuição de apetite.
  • Lentidão na deglutição.

Como deve ser a avaliação da deglutição?

  • A avaliação deve ser realizada pelo fonoaudiólogo durante as refeições.
  • Os dados são obtidos pelo médico responsável e os cuidadores do paciente.
  • Os procedimentos  da avaliação são através da observação clínica,avaliação dos órgãos orais e pela alimentação com ausculta cervical.
  • De acordo com os resultados da avaliação,alguns exames podem ser necessários,como a videofluoroscopia.

Como alimentar o paciente disfágico?

  • O paciente e o cuidador(quem estiver administrando a comida)devem estar posicionados na mesma altura.
  • Oferecer ao paciente uma colher de chá de alimento por vez.
  • A alimentação deve ser administrada com calma(sem pressa).
  • Usar sempre lenço ou guardanapo para limpar a boca do paciente.
  • Nos casos de avc,alimentar sempre o paciente pelo lado bom(melhor).
  • Usar linguagem simples e direta(para ações de alimentação).
  • Não misturar consistências diferentes;os alimentos pastosos são os melhores para avaliação.
  • Estimular o paciente a alimentar-se só,visando sua independência.
  • Certificar-se de que o paciente engoliu o alimento antes de oferecer a próxima colherada.
  • Caso seja observado acúmulo de resíduo alimentares,oferecer uma colherada vazia para estimular a deglutição,com o objetivo de limpar (esvaziar)a cavidade oral.
  • Não utilizar líquidos para ajudar o alimento a descer.
  • Caso o paciente apresente tosse(reflexo de proteção),é necessário aguardar que ela pare e só então oferecer um líquido ao paciente ou outra consistência adequada a alimentação do paciente.

Por que modificar as dietas?

  • Manter um nível nutricional e de hidratação adequado e seguro.
  • Reduzir o risco de pneumonia por aspiração.
  • Usar espessantes para líquidos.
  • A melhor dieta para idosos com disfagia é a “consistência de pudim”,facilita o reflexo da deglutição.
  • Sempre consultar o fonoaudiólogo para decidir a melhor consistência de alimento para cada paciente.
  • Nutricionistas têm um papel fundamental na terapia dos disfágicos.

Como alimentar pessoas com déficits cognitivos?

  • Reduzir as distrações do ambiente.
  • Caso seja necessário,realizar aspiração,antes das refeições.
  • Usar reforço verbal,visual e tátil para orientar o paciente durante a refeição.
  • Caso o paciente alimente-se muito rápido,oferecer alimentos separadamente.
  • Utilizar a ordem verbal “mastigue”,”engula”,caso o paciente coma devagar.
  • Oferecer aos pacientes alimentos que não precisem de muita mastigação.
  • Usar colheres revestidas ,caso o paciente apresente reflexo de mordida.
  • Utilizar colheres geladas pressionando-as sobre a base da língua ,caso o paciente segure o alimento por muito tempo na boca,pois acelera o reflexo da deglutição.
  • Devemos estar atentos aos pacientes que cospem os alimentos.

Fonoaudióloga elaine studart vieira

Crfa 5665

Orientações sobre disfagia para profissionais da saúde e familiares de pacientes disfágicos.

A disfagia é uma dificuldade para deglutir(engolir),tanto pode ser alimentos sólidos,pastosos e líquidos,até mesmo a saliva.

Durante a deglutição passamos por quatro etapas ,sendo a primeira a fase preparatória(mastigação e formação do bolo alimentar);fase oral-voluntária(ingestão do bolo alimentar,em direção a cavidade oral e à faringe);fase faríngea-reflexa/involuntária(o alimento é levado pela faringe);e a fase esofágica(o alimento é levado pelo esôfago até o estômago).

Quais as modificações que ocorrem com o envelhecimento?

  • A massa e o tonicidade  muscular da língua diminuem.
  • A musculatura (força) diminui.
  • Flacidez dos ligamentos e músculos que sustentam a laringe,acarretando um maior risco de bronco aspiração,principalmente para líquidos.
  • Diminui a produção de saliva e esta fica mais espessa.

Quais são os sinais e sintomas da disfagia?

  • Sialorréia(excesso de saliva).
  • Reflexos orais anormais.
  • Acúmulo de alimento na cavidade oral.
  • Dificuldade na mastigação .
  • Mania de cuspir durante as refeições.
  • Regurgitação nasal.
  • Fadiga nas refeições.
  • Presença de tosse durante a deglutição(antes ou após a refeição também).
  • Voz molhada após a deglutição.
  • Dificuldade na deglutição de certos medicamentos e tipos de alimentos.
  • Medo de engolir.
  • Dor durante a deglutição(odinofagia).
  • Engasgos frequentes.
  • O alimento fica por muito tempo na boca.
  • Emagrecimento .

Doenças que interferem no mecanismo da deglutição

  • Acidente vascular cerebral.
  • Doenças progressivas.
  • Desordens musculares primárias.
  • Desordens endócrinas.
  • Obstruções.
  • Estágio final da doença de alzheimer.
  • Câncer de cabeça e pescoço.

É importante uma postura adequada durante a deglutição?

  • Sim,pois previne engasgos e pneumonia por aspiração.
  • O paciente deve estar sentado,com a cabeça ligeiramente inclinada para frente ,ajudando no fechamento do trato aéreo.
  • Uma postura correta facilita a passagem do alimento pela faringe e esôfago,comprometendo menos a respiração e a deglutição.
  • Quando o paciente estiver no leito,manter elevada a cabeça do paciente(70 a 90 graus).
  • Quando o paciente estiver na cadeira ,mantê-lo em posição ereta.
  • Evitar a hiperextensão do pescoço(cabeça ligeiramente para frente visando proteger as vias aéreas.

Higiene oral se faz  necessária

Restos alimentares acumulados na boca são fontes de bactéria.nos idosos, o perigo de uma bronco aspiração é maior pois em geral eles aspiram a própria saliva,desenvolvendo um quadro de pneumonia.

Por que tem boca seca?

A boca seca pode ser causada por medicamentos ou pode ser resultado natural do envelhecimento.

E o comportamento?

Normalmente acontece devido a um déficit cognitivo(dificuldade em se expressar) e uso de medicamentos que podem causar sonolência.

E os medicamentos interferem na deglutição?

  • Sim,alguns tipos de medicamentos podem causar boca seca,já mencionado anteriormente.
  • Discinesia tardia(movimentos repetitivos involuntários).
  • Diminuição de apetite.
  • Lentidão na deglutição.

Como deve ser a avaliação da deglutição?

  • A avaliação deve ser realizada pelo fonoaudiólogo durante as refeições.
  • Os dados são obtidos pelo médico responsável e os cuidadores do paciente.
  • Os procedimentos  da avaliação são através da observação clínica,avaliação dos órgãos orais e pela alimentação com ausculta cervical.
  • De acordo com os resultados da avaliação,alguns exames podem ser necessários,como a videofluoroscopia.

Como alimentar o paciente disfágico?

  • O paciente e o cuidador(quem estiver administrando a comida)devem estar posicionados na mesma altura.
  • Oferecer ao paciente uma colher de chá de alimento por vez.
  • A alimentação deve ser administrada com calma(sem pressa).
  • Usar sempre lenço ou guardanapo para limpar a boca do paciente.
  • Nos casos de avc,alimentar sempre o paciente pelo lado bom(melhor).
  • Usar linguagem simples e direta(para ações de alimentação).
  • Não misturar consistências diferentes;os alimentos pastosos são os melhores para avaliação.
  • Estimular o paciente a alimentar-se só,visando sua independência.
  • Certificar-se de que o paciente engoliu o alimento antes de oferecer a próxima colherada.
  • Caso seja observado acúmulo de resíduo alimentares,oferecer uma colherada vazia para estimular a deglutição,com o objetivo de limpar (esvaziar)a cavidade oral.
  • Não utilizar líquidos para ajudar o alimento a descer.
  • Caso o paciente apresente tosse(reflexo de proteção),é necessário aguardar que ela pare e só então oferecer um líquido ao paciente ou outra consistência adequada a alimentação do paciente.

Por que modificar as dietas?

  • Manter um nível nutricional e de hidratação adequado e seguro.
  • Reduzir o risco de pneumonia por aspiração.
  • Usar espessantes para líquidos.
  • A melhor dieta para idosos com disfagia é a “consistência de pudim”,facilita o reflexo da deglutição.
  • Sempre consultar o fonoaudiólogo para decidir a melhor consistência de alimento para cada paciente.
  • Nutricionistas têm um papel fundamental na terapia dos disfágicos.

Como alimentar pessoas com déficits cognitivos?

  • Reduzir as distrações do ambiente.
  • Caso seja necessário,realizar aspiração,antes das refeições.
  • Usar reforço verbal,visual e tátil para orientar o paciente durante a refeição.
  • Caso o paciente alimente-se muito rápido,oferecer alimentos separadamente.
  • Utilizar a ordem verbal “mastigue”,”engula”,caso o paciente coma devagar.
  • Oferecer aos pacientes alimentos que não precisem de muita mastigação.
  • Usar colheres revestidas ,caso o paciente apresente reflexo de mordida.
  • Utilizar colheres geladas pressionando-as sobre a base da língua ,caso o paciente segure o alimento por muito tempo na boca,pois acelera o reflexo da deglutição.
  • Devemos estar atentos aos pacientes que cospem os alimentos.

Fonoaudióloga elaine studart vieira

Crfa 5665

Orientações sobre disfagia para profissionais da saúde e familiares de pacientes disfágicos.

A disfagia é uma dificuldade para deglutir(engolir),tanto pode ser alimentos sólidos,pastosos e líquidos,até mesmo a saliva.

Durante a deglutição passamos por quatro etapas ,sendo a primeira a fase preparatória(mastigação e formação do bolo alimentar);fase oral-voluntária(ingestão do bolo alimentar,em direção a cavidade oral e à faringe);fase faríngea-reflexa/involuntária(o alimento é levado pela faringe);e a fase esofágica(o alimento é levado pelo esôfago até o estômago).

Quais as modificações que ocorrem com o envelhecimento?

  • A massa e o tonicidade  muscular da língua diminuem.
  • A musculatura (força) diminui.
  • Flacidez dos ligamentos e músculos que sustentam a laringe,acarretando um maior risco de bronco aspiração,principalmente para líquidos.
  • Diminui a produção de saliva e esta fica mais espessa.

Quais são os sinais e sintomas da disfagia?

  • Sialorréia(excesso de saliva).
  • Reflexos orais anormais.
  • Acúmulo de alimento na cavidade oral.
  • Dificuldade na mastigação .
  • Mania de cuspir durante as refeições.
  • Regurgitação nasal.
  • Fadiga nas refeições.
  • Presença de tosse durante a deglutição(antes ou após a refeição também).
  • Voz molhada após a deglutição.
  • Dificuldade na deglutição de certos medicamentos e tipos de alimentos.
  • Medo de engolir.
  • Dor durante a deglutição(odinofagia).
  • Engasgos frequentes.
  • O alimento fica por muito tempo na boca.
  • Emagrecimento .

Doenças que interferem no mecanismo da deglutição

  • Acidente vascular cerebral.
  • Doenças progressivas.
  • Desordens musculares primárias.
  • Desordens endócrinas.
  • Obstruções.
  • Estágio final da doença de alzheimer.
  • Câncer de cabeça e pescoço.

É importante uma postura adequada durante a deglutição?

  • Sim,pois previne engasgos e pneumonia por aspiração.
  • O paciente deve estar sentado,com a cabeça ligeiramente inclinada para frente ,ajudando no fechamento do trato aéreo.
  • Uma postura correta facilita a passagem do alimento pela faringe e esôfago,comprometendo menos a respiração e a deglutição.
  • Quando o paciente estiver no leito,manter elevada a cabeça do paciente(70 a 90 graus).
  • Quando o paciente estiver na cadeira ,mantê-lo em posição ereta.
  • Evitar a hiperextensão do pescoço(cabeça ligeiramente para frente visando proteger as vias aéreas.

Higiene oral se faz  necessária

Restos alimentares acumulados na boca são fontes de bactéria.nos idosos, o perigo de uma bronco aspiração é maior pois em geral eles aspiram a própria saliva,desenvolvendo um quadro de pneumonia.

Por que tem boca seca?

A boca seca pode ser causada por medicamentos ou pode ser resultado natural do envelhecimento.

E o comportamento?

Normalmente acontece devido a um déficit cognitivo(dificuldade em se expressar) e uso de medicamentos que podem causar sonolência.

E os medicamentos interferem na deglutição?

  • Sim,alguns tipos de medicamentos podem causar boca seca,já mencionado anteriormente.
  • Discinesia tardia(movimentos repetitivos involuntários).
  • Diminuição de apetite.
  • Lentidão na deglutição.

Como deve ser a avaliação da deglutição?

  • A avaliação deve ser realizada pelo fonoaudiólogo durante as refeições.
  • Os dados são obtidos pelo médico responsável e os cuidadores do paciente.
  • Os procedimentos  da avaliação são através da observação clínica,avaliação dos órgãos orais e pela alimentação com ausculta cervical.
  • De acordo com os resultados da avaliação,alguns exames podem ser necessários,como a videofluoroscopia.

Como alimentar o paciente disfágico?

  • O paciente e o cuidador(quem estiver administrando a comida)devem estar posicionados na mesma altura.
  • Oferecer ao paciente uma colher de chá de alimento por vez.
  • A alimentação deve ser administrada com calma(sem pressa).
  • Usar sempre lenço ou guardanapo para limpar a boca do paciente.
  • Nos casos de avc,alimentar sempre o paciente pelo lado bom(melhor).
  • Usar linguagem simples e direta(para ações de alimentação).
  • Não misturar consistências diferentes;os alimentos pastosos são os melhores para avaliação.
  • Estimular o paciente a alimentar-se só,visando sua independência.
  • Certificar-se de que o paciente engoliu o alimento antes de oferecer a próxima colherada.
  • Caso seja observado acúmulo de resíduo alimentares,oferecer uma colherada vazia para estimular a deglutição,com o objetivo de limpar (esvaziar)a cavidade oral.
  • Não utilizar líquidos para ajudar o alimento a descer.
  • Caso o paciente apresente tosse(reflexo de proteção),é necessário aguardar que ela pare e só então oferecer um líquido ao paciente ou outra consistência adequada a alimentação do paciente.

Por que modificar as dietas?

  • Manter um nível nutricional e de hidratação adequado e seguro.
  • Reduzir o risco de pneumonia por aspiração.
  • Usar espessantes para líquidos.
  • A melhor dieta para idosos com disfagia é a “consistência de pudim”,facilita o reflexo da deglutição.
  • Sempre consultar o fonoaudiólogo para decidir a melhor consistência de alimento para cada paciente.
  • Nutricionistas têm um papel fundamental na terapia dos disfágicos.

Como alimentar pessoas com déficits cognitivos?

  • Reduzir as distrações do ambiente.
  • Caso seja necessário,realizar aspiração,antes das refeições.
  • Usar reforço verbal,visual e tátil para orientar o paciente durante a refeição.
  • Caso o paciente alimente-se muito rápido,oferecer alimentos separadamente.
  • Utilizar a ordem verbal “mastigue”,”engula”,caso o paciente coma devagar.
  • Oferecer aos pacientes alimentos que não precisem de muita mastigação.
  • Usar colheres revestidas ,caso o paciente apresente reflexo de mordida.
  • Utilizar colheres geladas pressionando-as sobre a base da língua ,caso o paciente segure o alimento por muito tempo na boca,pois acelera o reflexo da deglutição.
  • Devemos estar atentos aos pacientes que cospem os alimentos.

Fonoaudióloga elaine studart vieira

Crfa 5665