Os 7 pecados capitais do amor: pecado n.5

Esta pequena série que preparei irá expor os 7 principais erros que as pessoas cometem no amor. Muitas pessoas buscam amar e serem amadas, algumas até buscam se informar, desenvolvem habilidades, só que acabam cometendo um pequeno deslize que põe tudo a perder.

 

Assim como o jogo dos sete erros será esta série, e após um considerável tempo onde realizei pesquisas para dar didática ao tema, será apresentado ao grande público e é mais do que provável que alguns erros você já tenha cometido.

 

O intuito desta pequena série de 7 artigos não é virar para você e dizer “você errou”, muito pelo contrário, é desejar que você escute que “não importa o quanto você seja culpado pelo que fez ou pelo que fizeram com você, se você entender o que lhe foi ensinado você estará cada vez mais próximo da verdadeira realização na vida a dois”.

 

Antes de começar a explicar o tema central, permita-me definir o significado correto da palavra pecado.

 

Pecado é uma palavra derivada do grego que era usado na antiguidade para definir o ato dos caçadores terem mirado a sua caça e não ter acertado, e quando erravam o alvo, eles diziam pequei.

 

Com o passar dos séculos pessoas pertencentes a grupos religiosos deram uma conotação exageradamente mistificada para o termo que não tem nada haver com o significado original da palavra.

 

Portanto, esta série usará o termo no seu significado original, aquele mesmo usado pelos caçadores da magna república helênica da antiguidade, a atual Grécia, ou seja, toda vez que esta série de artigos usar a palavra pecado ela estará exprimindo o resumo do conjunto de idéias para definir a noção de se almejar alcançar um objetivo e com as atitudes não atingi-lo ou acertá-lo.

 

O quinto pecado capital do amor é ESQUECER-SE DE CONSIDERAR O AMOR PRÓPRIO.

 

Este pecado capital do amor é um dos que mais afundam as pessoas no lago sombrio da frustração, e não seria nenhum exagero considerar o pecado de esquecer-se de considerar o amor próprio o mais poderoso veneno da alma de uma pessoa apaixonada.

 

Já perdi as contas de quantas vezes já presenciei ou tomei conhecimento de casos de pessoas que se humilham para suas companhias, que agem como se jamais tivessem o direito de se tornarem pessoas felizes, e que agem como se não estivesse a altura de merecer um tratamento digno.

 

Uma coisa é demonstrar que você tem disposição de agradar a pessoa amada, outra coisa completamente diferente é você abrir mão de sua dignidade para se submeter aos caprichos de uma paquera emocionalmente transtornada.

 

Certamente você já deve ter ouvido a seguinte frase: “Você tem que primeiro amar você para depois desejar que o mundo venha amar você”.

 

Tenho que ser repetitivo neste ponto, pois há uma forte fundamentação científica por trás desta frase acima mencionada.

 

A lei da atração, ou seja, as principais leis que regem o universo são claras e nos permite ditar as regras sobre como as outras pessoas nos enxergarão, e assim sendo, é por esta razão que é de vital importância cultivarmos uma auto-estima impecável, porque se nos olharmos no espelho e enxergarmos uma pessoa decidida, de personalidade forte e caráter acima de qualquer suspeita, será assim que o mundo se reportará a nossa pessoa.

 

Agora, se você diante do espelho enxerga uma pessoa fraca, debilitada, de caráter volúvel, é exatamente assim que o mundo o enxergará.

 

No campo dos relacionamentos é exatamente desta forma. Se você tem a concepção de si mesmo como sendo uma pessoa insurportável, FEIA, e que ninguém suporta, como é que deseja que outras pessoas ajam com você de outra forma, se você mesmo que é a pessoa mais importante do seu universo tem esta visão de si mesmo?

 

Comece a se ver de uma forma mais positiva. Mesmo que o que você fez no passado não tenha sido muito inteligente, foque a sua energia mental nos pontos positivos da sua personalidade e persista em sempre se ver como uma pessoa digna de amor e carinho e você conseguirá atrair para a sua vida coisas, situações e pessoas que fará os seus dias serem eternos minutos de felicidade e realização.

 

Aguardo-te na continuação desta série no próximo artigo.

Atenciosamente

Hudson Sander

Point dos Amores

www.pointdosamores.com.br