Os smartphones clones

Como o caso dos “Foston”, que são bem conhecidos e populados no Brasil, exsitem uns fabricantes na China que também produzem os celulares, ou seja, os smartphones, que sejam parecidos da aparência como os originais. Pela primeira vista, é igual ao um Nokia N95 ou um iPhone, mas na verdade, eles são um “NokLa N95” e um SciPhone; dois aparelhos clones made in China. Além da aparência, ele também tentar imitar o sistema original, só que eles oferecem apenas algumas funções básicas tais como agenda, editor de texto, reprodução de arquivos MP3, AAC e vídeos 3GP, etc. Compare smartphones desse tipo com os originais, a câmera deles tira fotos com nódoas e o navegador WAP não tem permição da instalação de aplicativos necessários e nem oferece o suporte a 3G ou qualquer outra função mais avançada.

O que chama atenção da gente é a classificação desse tipo de celulares, é interessante que, mesmo entre os celulares clones, havem aparelhos de qualidade diferenetes, de melhor ou de pior, a razão disso é porque que é comum para um fabricante copiar o firmware de um modelo lançado pelo outro e passe a produzir uma cópia similar, em alguns casos, é uma situação esquisita. A grande parte destes aparelhos não têm permição dos testes de emissão eletromagnética e muitos não possuem sequer um IMEI válido, mesmo assim, são os que mais procurados e comuns para um grupo especial no país.

Para comprar celulares destes tipos, é fácil achar em alguns mercados electrônicos na China, porém, se for por interenet, é necessário tomar cuidados quando escolher pelas fotos dos celulares. Levando o aparelho deste tipo em mãos, dá para perceber que se trata de uma cópia ou não, pois normalmente os clones são mais leves, acabamento ruins, botões de atalho impressos na parte inferior da tela. Mas pela foto, tudo isso não tem como se perceber através de uma foto, pois eles são muitas vezes vendidos em sites de leilão, como se fossem aparelhos originais. O vendedor pode jurar que se trata de um Nokia N95, mas ao comprar você recebe, na verdade, a imitação.