Por que a leitura é tão primordial para obter educação?

Tenhamos certeza de que para falarmos em educação, temos que pensar em leitura.

É preciso ligar a aprendizagem/educação a um processo que capacite a pessoa a olhar sua vida, realizando assim projetos futuros e para se chegar nestes projetos, a leitura e a escrita são de fundamental importância.

Na atual sociedade, programas de incentivo a leitura tem-se multiplicado em todo território e instituições educacionais para formação de leitores.

Infelizmente no Brasil poucas pessoas possuem o hábito de ler, bem como são poucas as escolas que proporcionam o acesso à leitura aos estudantes, quando forçam os seus alunos a lerem títulos totalmente fora dos padrões estudantis.

Estas escolas não formam cidadãos plenos, apenas preparam pessoas para o exercício de alguma profissão.

Realizar o adestramento literário não nos faz interagir completamente com a sociedade brasileira e mundial, tão pouco formar cidadãos que possam através da leitura, mostrar conhecimento, técnicas e saídas eficientes para determinadas situações.

A leitura como fator educacional, constrói dentro do ser humano, um campo enorme de conhecimento, seja do mundo como de si mesmo.

De acordo com Paulo Freire, a alfabetização constitui um fato que estimula, pela aquisição da linguagem, a emancipação do sujeito em sua relação ativa com o mundo.

Esta emancipação é considerada por estudiosos com o início da alfabetização, tão eficaz e primordial em toda sociedade, sendo que para ocorrer esta alfabetização, a leitura e a escrita são fatores essenciais para uma educação de qualidade e de sucesso.

Atualmente, damos valor ao mercado de carros, computadores, petróleo, bolsa de valores, mas não percebemos que o mercado da leitura e da inteligência é de primordial importância.