Porque as pessoas se auto subestimam

Durante muitos anos de minha vida, venho reparando uma coisa que chega a preocupar realmente: uma grande parte das pessoas cometem um atentado contra si mesmas, pois não se reconhecem como pessoas capazes.

 

Passam anos e mais anos de suas vidas, sempre submetendo a sua vontade a decisões de terceiros. Aposto que você meu amigo leitor, minha amiga leitora que está me brindando com o seu carinho e atenção lendo os meus escritos, já conheceu alguma vez em sua vida uma pessoa que é incapaz de decidir por si só, que sempre pede a alguém próximo para escolher um caminho a seguir, e que teme tanto a opinião de terceiros a tal ponto que abre mão daquilo que acredita que pode-lhe trazer felicidade se entender que terceiros podem falar coisas desagradáveis sobre a sua atitude.

 

Este é um sério problema que aflige, infelizmente a maioria da população, que pelos estudiosos da área é rotulado como baixa auto-estima. Se você meu  caro, minha querida parar para olhar no sentido contrário, poderá observar que as pessoas que possuem uma auto-estima elevada, um respeito próprio, conseguem tudo o que querem sem passar por cima de nenhuma pessoa. São pessoas que possuem um circulo social muito coeso, a tal ponto de todos a sua volta poderem dizer detalhes sobre a sua personalidade e maneira de agir.

 

Pelo escrito no parágrafo anterior, a dúvida que surge é se de fato isto é possível para qualquer pessoa, ou seja, se apenas investindo em auto-estima pode a pessoa dar saltos quantitativos em sua qualidade emocional de vida. Da conclusão que extraio das minhas inúmeras leituras sobre comportamento humano, posso dizer que sim.

 

Mas em um mundo tão agitado e dinâmico como este em que vivemos, devemos ter em mente que no final das contas é “cada um por si e Deus por mim”. Isto é, dificilmente você irá encontrar pessoas que de fato te levantem, que realmente te jogue para cima e lhe apresente o seu verdadeiro valor.

 

Atualmente vejo a realidade que no fundo a maioria das pessoas tem um desejo sombrio de não ver nenhuma outra pessoa atingir grandes objetivos na vida, e se aproveitam da fraqueza alheia para disseminar na cabeça da pobre criatura que ela não é capaz ou de que os planos dela jamais irão dar certo. Infelizmente este é o nosso mundo, o que é demais nunca é o bastante e a primeira vez é sempre a ultima chance.

 

Por fim, se você passar a olhar mais para as suas potencialidades e menos para que os outros dizem ou pensam a seu respeito, é mais do que certo que você descobrirá que está diante de uma energia infinita que lhe provê tudo aquilo que desejar, onde que a única exigência é você acreditar que é capaz, e agir com a convicção de que você pode.

Atenciosamente;

Hudson Sander