Problemas respiratórios: como defender-se?

Na atual sociedade, os problemas respiratórios, estão ligados diretamente ao mal tempo, a poluição e outros afins de uma sociedade em geral. Afinal, quem não possuiu um problema respiratório.

Os cuidados devem ser redobrados para manter e/ou absorver uma qualidade de vida melhor. Porém, não é uma tarefa fácil como imagina-se.

Saiba algumas dos distúrbios respiratórios que podem ser causados por todas essas funções de grande cidades:

Pneumonia

Causada por uma infecção pulmonar causada por diversas espécies de bactérias. A bactéria se instala nos pulmões, e os sintomas muitas vezes são febre alta, falta de ar, dores no peito e expectoração de catarro e algumas vezes, com sangue. Algumas vezes, atinge pessoas com baixa ação imunológica.

Asma Brônquica

É definida como uma doença respiratória em que a constrição dos brônquios e a inflamação de sua mucosa impede e/ou dependendo da situação limita a passagem do ar, causando dificuldade respiratória. Seus sintomas são intensos de espirros, inflamação ocular e da mucosa nasal, e consequentemente uma respiração com difícil absorção de oxigênio.

Rinite Alérgica

É uma inflamação das mucosas que revestem as cavidades nasais devido a processos alérgicos e assim produzem excesso de muco.

Sinusite

A sinusite é uma inflamação de cavidades existentes nos ossos da face, na qual bactérias invadem as fossas nasais, que podem causar dor na face e corrimento nasal mucoso. (algumas vezes com pus).

Resfriado

Muito comum nas grandes populações, principalmente com baixa qualidade de vida, pode ser causado pó diversos tipos de vírus e é mais propício no inverno. Além da coriza, podem aparecer outros sintomas, como sensação de garganta seca, febre e olhos avermelhados e alguns casos lacrimejantes.

Bronquite Crônica

O grande problema da sociedade, principalmente em crianças, para adultos, o grande mal é causado por cigarros. A respiração torna-se curta e os acessos de tosse são constantes.

Coqueluche

Doença famosa na infância, causada por uma bactéria que se instala na mucosa das vias respiratórias (laringe, traquéia, brônquios e bronquíolos).

Tuberculose

Também causada por uma bactéria que se instala, muitas vezes nos pulmões. Os alvéolos pulmonares inflamam-se e sofrem necrose (morte celular). A prevenção da tuberculose consiste em evitar o convívio com pessoas doentes e só consumir leite pasteurizado ou adequadamente fervido, pois a bactéria pode estar presente no leite. O tratamento é feito com antibióticos.

Enfisema

É a obstrução completa dos bronquíolos. A sobrecarga nos pulmões leva a maioria dos pacientes com enfisema a morrer de insuficiência cardíaca.

Câncer de Pulmão

O hábito de fumar é a principal causa do câncer de pulmão. Diversas substâncias contidas no cigarro são cancerígenas. Células cancerosas originadas nos pulmões se multiplicam descontroladamente, podendo invadir outros tecidos do corpo, onde originam novos tumores.

Embolia Pulmonar

É o fechamento da artéria pulmonar ou de um de seus ramos, provocado por bolhas de ar, fragmentos de tumores ou freqüentemente por coágulos sanguíneos.

É de extrema importância salientarmos que distúrbios respiratórios devem ser analisados e verificados com um médico especialista. A auto medicação pode trazer sérios problemas a uma pessoa.

Procure sempre orientação médica e caso procure uma atividade física, seja a realize com orientação de um profissional da área de educação física qualificado e competente para solução destes males à saúde.