Resoluções de Ano Novo

Segunda-feira eu começo, dia 1 sem falta, espera só passar o carnaval…

Não se preocupe, é comum, que nós façamos planos, estabeleçamos resoluções e metas para determinados períodos, e depois abandonemos essa determinação. É comum porque a grande maioria das pessoas faz assim, mas não é nada bom adiar os planos.

Você define o rtimo e o caminho da sua vida. Se for mais realista determinar que vai parar de fumar apenas no dia 1 de janeiro de 2010, não tem problema e também não tem nada de errado com o dia 6 de maio. O problema é estabelecer metas comprometidas com o impossível ou impraticáveis nesse momento. Quer dizer, fumar nunca é bom, mas pior é estabelecer uma meta que você sabe não vai cumprir e depois carregar por um tempo o peso do seu não cumprimento. Corre o risco de fumar uns 2 ou 3 cigarros a mais por dia só por causa disso.

Que tal então começar com as metas viáveis, aquelas que você sabe que pode colocar em prática hoje, agora, amanhã ou na semana que vem?

Comece pelas coisas mais simples: arrumar seu guarda-roupas, separando as que não usa mais e doando para uma instituição ou quem necessite mais que seu cabide. Depois, iniciar um processo de cuidado com o corpo. Caminhar 4 km por dia é um excelente exercício, faz bem para o coração, músculos, pele cabelos, cérebro, entre outros. Se correr 4 km por dia, melhor ainda e mais rápidos os resultados.

Mas você consegue começar isso agora?

Não esqueça que sua primeira providência é procurar um médico e dizer a ele da sua intenção, para que ele possa avaliar sua condição física. Nunca inicie um programa de exercícios sem essa providência. Depois disso, aí sim, comece moderadamente, dando uma volta pelo quarteirão, não como quem cumpre uma pena, paga uma promessa, mas como quem quer observar cada pequeno detalhe que passa despercebido todos os dias por causa da pressa com que você faz esse caminho de carro.

Observe as pedras, as flores da vizinhança, as cores das casas, os sons, os aromas. Observe atentamente e deixe-se levar pela caminhada, não estabeleça tempo para isso, apenas viva esse momento breve. Gradativamente você pode aumentar o número de voltas pelo quarteirão, ou melhor ainda, estender sua caminhada por mais quarteirões, um novo a cada semana.

Se o seu médico não colocou nenhum impedimento, você pode também passar a fazer essa caminhada mais rapidamente à partir de quando achar que deve. Pode fazer uma corridinha rápida numa praça próxima de sua casa, e pode até conhecer um grupo de vizinhos que também queiram fazer esse programa com você.

Quantos livros você leu no ano passado? Ah, o ano passado não conta mais, é passado, certo? Certo. Então estabeleça sua meta, quantos livros vai ler esse ano? Um por semana? Um por mês? Apenas vai ler sem contar? Ok, mas leia. Cuide da mente com o cuidado com que cuida do corpo. Ler é um hábito saudável e enriquecedor. Pessoas que leem (opa na nova ortografia essa palavra não tem mais acento e ficou muito estranha), mas eu dizia pessoas que leem, falam melhor, pensam melhor, articulam melhor, veem (xi, de novo) a vida de uma maneira diferenciada, sob novos ângulos.

Me diz com quem anda e eu te digo quem é. Lembra disso? Pois é, sempre atual. Assisti uma vez a uma palestra em que a palestrante dizia que tinha problemas sérios de consciência por ter uma condição financeira acima da média da população e por isso mesmo se culpava por isso. Num momento porém, parou e pensou consigo mesma “eu mereço isso, trabalhei e muito por isso, então vou curtir o que mereço”.

Pessoas positivas tem uma vida positiva também. Não vou entrar na discussão dos livros como o Segredo, que não é objetivo desse texto, mas posso assegurar que o universo conspira a favor do pensamento positivo.

Observe as pessoas ao seu redor, ou celebridades. Muito raramente – e eu não me lembro de nenhum exemplo agora – você verá alguém de sucesso ao lado de alguém que apenas queixa-se da vida e sorte. Pessoas de sucesso caminham juntas. Pessoas que vivem reclamando da sorte acabam atraindo para si e para quem está consigo pessoas com a mesma sina, ou pior – CUIDADO- acabam dividindo, distribuindo suas mazelas com suas amizades.

Repare bem, você não fica pouco à vontade ao lado de quem reclama? Não dá aquela sensação de puxa ela bem que merecia mais sorte, mas como não tem, então vamos juntos/juntas dividir essa angústia.

Pára tudo! Você não será menos amigo de alguém se simplesmente não quiser dividir a angústia dela. Eu falo da angústia persistente, aquela que dura, dura, dura…

Você sai pra um chopinho, cinema, bate-papo, enfim e ela reclama da vida, da grana curta, do relacionamento complicado, dos problemas no trabalho. Ou é muito azar e essa pessoa merece ser objeto de estudo de especialistas, ou então o problema é ela e ela vai carregar você junto nesse caminho dos danados, cuidado.

De verdade, pessoas assim acabam dando um baita azar. Repare nos eventos que ocorrem com você quando você está junto ou logo depois de estar junto de uma pessoa desse tipo. Isso contamina. Você também fica negativo e daqui a pouco passa a reclamar das mesmas coisas. E sua vida não era assim, lembra?

Hábitos, costumes, pessoas. Muita coisa pode ser mudada na sua vida nesse ano novo.

Pode começar hoje, na segunda-feira, depois do carnaval, ou agora mesmo. Você decide o rumo da sua vida e da sua felicidade.

Feliz 2009! Feliz Vida Nova.