RESSUSCITANDO

Hoje eu ia ficar quietinha.
Mas diante de tantos acontecimentos felizes, como o nascimento da Maria Eduarda, a nossa Duda, contrariando todas as probabilidades contrárias e nos dando um exemplo de aceitação incondicional, fé, o real sentido da palavra caritas, não dá para ficar sem escrever.
Quero um mundo novo para ela e todas as crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos.
Abro o jornal local e leio:
“O meu ofício é dizer o que penso” (Voltaire).
Penso que o mundo, que envolve países, estados, cidades precisa de renovação, ética e justiça.
Olho meu quadro rosa de E.V.A. onde tem um bilhete escrito por minhas mãos:
ÉTICA:
1- Uma vida de prazeres e satisfações.
2- Vida como cidadão LIVRE E RESPONSÁVEL.
3- Vida como pesquisador e filósofo.
“O homem só pode ser feliz se puder desenvolver se puder desenvolver todas as suas capacidades e potencialidades” ( Aristóteles).
A Maria Eduarda que acaba de nascer, não mora nesta cidade.
Entretanto, nesse final de semana conversei com tanta gente que me acrescentou conhecimento, alguns de formas simples e outros de forma mais acadêmica.
Acabei pensando nesta cidade e seus escândalos.
Será que eles serão varridos para baixo do tapete por mais uma década e alguns anos?
Será, e lá venho eu com minha TDC ( Teoria da Conspiração), não será uma forma de esconder a sujeira que dantes imperava e infelizmente vislumbrei algumas?
Será que não é uma estratégia para desmoralizar os representantes máximos da municipalidade, trazendo à tona e sem poupar antigos “colaboradores coniventes ” com os desmandos das administrações passadas?
Ainda pensando em TDC, de Barack Obama a Lippi, será que serão pegos como bodes expiatórios de problemas antigos?
Não sei dizer, não sou política, sou religiosa a meu modo, mas não sou cega, e mesmo se fosse sou bem instintiva.
Um mundo melhor para todos.
Que esse seja nosso presente para a Maria Eduarda e todos os que necessitam de cuidados.
RESSUSCITANDO
Gy Camargo