Salário mínimo “versos” Apagão. Quem vencerá?

 

Salário mínimo “versos” Apagão. Quem vencerá?

Muitos têm conhecimento que o salário mínimo passou a vigorar no Brasil a partir de 1° de maio de 1940. (Decreto lei n° 399 de abril de 1938, no governo de Getúlio Vargas.
Assim, de acordo com a Constituição de 1988; o salário descrito, o principal objetivo é:  suprir as necessidades básicas. Para conhecimento: alimentação moradia, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social do trabalhador para a família.

Somos cientes: a partir da data do dia 01/ 02/2011, o valor a receber o “a” trabalhador “a” assalariado “a”, ou, aposentados e pensionistas que ganham um salário mínimo é de: R$: 545,00. (quinhentos e quarenta e cinco reais).

Leitor, leitora “a” o que dizer do valor que o meu querido e nosso País Brasil pagam aos mesmos? Esse dinheiro é suficiente para desfrutar de tudo já descrito a qual a Constituição nos permitiu viver? É digno? É honroso, valoroso e principalmente correto o valor descrito? Claro que não! Será então, que todos os políticos os quais, tem o dever em aumentar, ou seja: deixar o salário mínimo, no valor corretor, assim, os descritos, poderem sobreviver; será que eles sabem disso, que esse valor é totalmente irrisório? Sabe sim! Mais fingem que não. Porém! Por que a maioria dos políticos bate o pé e afirmam; e agora em coro com a eleita presidenta do Brasil e alguns ministros; que no país, para o momento; não se tem condição em pagar mais do que esse valor conhecido, pois, assim quebraria a previdência; a alta da inflação chegaria e… Entendo! Porém, não aceito; e logo descreverei o porquê, embora deixando e pagando esse valor a todos os assalariados; façam projetos; para o próprio governo de cada estado ter seus próprios supermercados, padarias etc. Assim, vir ser administrados e controlados, pelos governos. Bem! Não se tem hospitais particulares e públicos? Então! Que venham ser construídos os mesmos e: abaixe os preços dos alimentos, da carne etc. Assim, para quem só recebe um salário mínimo, venham a ter descontos comprando-nos mesmos. Bem como; baixe a passagem para andar nos ônibus que servem principalmente as pessoas dos bairros, indo aos centros das cidades, ou não; e tantas coisas as quais precisamos sobreviver. Pois, recebendo apenas o valor conhecido, não dá para viver dignamente igual manda a Constituição Federal de 1988; dessa forma, torna querer que se viva sobre efeito “milagre”. Daí, pois mais que se pregue; que discurse que estão a combater a fome torna-se evasivo o discurso; ao tempo em que: de nada adiantará, aumentar o salário; e ao mesmo tempo, deixar ser retirado sem precisar usar as mãos… Pois, tudo aumenta, e isto acontecendo vem a lembrança de:

Igual sempre falava e se expressava a minha vovozinha: nossa mãe assim não dá! Pois, se fomos analisar: foram e são, os mesmos trabalhadores os quais, trabalham e faz chegar, as mãos, ou a casa dos ricos; e o que tem, e podem comprar; e  os que são ricos, ou, os quem tem dinheiro suficiente compram; esquecem que: tudo que são feitos, vendidos, trabalhado e construído a maioria das vezes, são através destes  assalariados que recebe um  mínimo, para ainda também pagam impostos.
Quem sabe, neste momento lendo a última frase referente impostos; os mais ignorantes de mentes logo a querer a fazer a sua interpretação, ou seja: a se interrogar. Sim! Quais impostos que o assalariado paga? Pois imposto quem paga são os empresários e outros.

Bem! Os assalariados não pagam energia não é? Não compra pão e…  Então! Tem condição de poder sobreviverem? De forma alguma concorda? Nisto, por que então, a cada ano, eles, políticos, velhos e novos, deixam acontecer, quase como uma guerra para dá um aumento real e seguro.

Pode neste surgi, novas interrogações. Ora! Você já escreveu sobre, o governo ter explicado que não tem como dá um aumento para chegar ao valor real que um assalariado, ou os já descritos precisam receber. Então, é justo os senhores políticos e neste eu não excluo um se quer; bem! Só estará fora dessa critica, caso tenha um, que não quiseram aumento; pois, tem?  Parece que não houve um se quer. Assim, os senhores souberam aumentar o valor de vossos salários para um patamar acima do imaginário; com argumento que: o país pode pagar; pois vocês merecem até mais e trabalham 24 horas por nós. “o pensar, parece ser esse” Saibam então! Existem pessoas ricas neste lindo país Brasil! Há muitos ricos, os quais têm dinheiro que não sabem o que fazer, eles são verdadeiramente ricos! Porém: existem pessoas que querem ser ricos, ou ser mais ricos e estão pensando que ser políticos ganhando uma eleição; é a oportunidade. E quantos dos senhores estão a pensar assim.

Vergonhoso isso! Pois é absolutamente inaceitável que: os próprios pelas nossas mãos estão nas Câmaras, no congresso, por trás de gabinetes etc. E, eles! Do senado e da Câmara Federal ao legislar em causa própria, pior, este feito negativo, tornou efeito cascatas. E muitos ainda tiram onda com respostas que só Deus dará o castigo aos mesmos.

Vou então colocar o meu imaginário e refletir. Tá bom! Deixe o salário nesse valor, pois, o país não tem condição… Mentira! Tem! Pois, se não tivesse, os senhores não aumentariam os vossos salários de uma forma grosseira para os nossos sentimentos. Na mesma linha, entro em outro exemplo:

Vamos imaginar salários altíssimos pagos aqui no Brasil, embora quem quiser contribua para isso, porém, do meu dinheiro, não tirarei um centavo para completar o pagamento, sobre o sentido de quem irei descrever em referencia; lembre-se então: em nosso país, Clube nenhum de futebol, não era para pagar R$ 500 mil, um milhão de reais, a técnico, ou, jogador de futebol, embora que diga: o patrocinador é quem paga. Paga? No primeiro jogo o qual vai se apresentar o citado, o ingresso é logo majorado; as camisas oficiais, ou, não do Clube, o preço para você vesti-la ou doar como presente passa lá para cima e tantos fatores que se você for refletir…

Neste escrito, parece até sair do conteúdo dos fatos pelo qual sigo a linha do escrito, porém não. Conheça mais um exemplo; e quem sabe logo a dizer: o que tem haver esse escrito com o carnaval? Será que tem?   Vamos conferi? O carnaval bate a porta de quem brinca, ou, gosta; aliais, em diversos lugares até já começou. Nisso, 99 vírgulas 99% dos que brincam; esquecem por completo de tudo; e, logo quantos a encher a cara de cachaça; nisso, muitos logo nesse estado a querer brigar com todo mundo; ou então: quantos passam a se prostituir, ou pior: matar, roubar, assaltar. Já no imaginar; governos, tanto estadual e municipal bem com: empresas e escolas de sambas e você componentes das mesmas, ou não. Quanto gastos? Quantos milhões de verbas colocadas para o carnaval, e logo jogados fora, assim, a virar lixo. Isto é verdade, ou não? Dinheiro que mataria a fome de milhares de pessoas, pois, acontece o carnaval pelo Brasil inteiro. Ao tempo imagina: quando a verdade é tocada na ferida, digo: quantos assalariados, ou, não, só querem saber desse descritos, em parte, ou seja: criticas só para o lado do governo, dos políticos, assim, sem querer aceitar a verdade; e esquecem que também são muitas das vezes, os próprios culpados a começar em ter os colocados  diversos políticos desonestos, pois, também se vendeu aos mesmos, nisso, votaram nos mesmos como  seus defensores e lutadores de nossas vidas  para uma melhor vida. Ao tempo em que mesmos com tudo acontecendo de negativos, mesmos assim vão brincar, já estão a brincar o carnaval quatro dias ou mais: Assim!

Esquece a fome! A dor, os problemas acontecidos em hospitais públicos, às mortes, os assaltos;  menos a nudez; pois, logo o corpo estará em todas as televisões e jornais para todo mundo vê. Esquece até que a natureza vem mostrando e apresentando, em dias ou não, onde sempre dizíamos: estamos, ou, logo vamos estar no verão, assim esquece que Deus é Deus, e vão brincar estando, junto de centenas e centenas de pessoas boas, ou, de diversas qualidades negativas de vidas. Marginais, assaltantes matadores, estupradores, traficantes, lado a lado de quem brinca. Ao tempo; quantos nem percebe que do lado ou, mais na frente, vão passar, ou está a passar acompanhando um Bloco carnavalesco com muito mais de cem mil pessoas, ou não; justamente de frente de um hospital, ou, já passaram por vários; e são cientes quantos lá doentes, e muitos estavam no ano passado lado a lado com você e atualmente apenas inspirando, respirando e suspirando através de aparelhos. Também logo a passar de frente, ou, de lado de cemitérios e quantos nem fazendo dois meses, ou até nem uma semana em que enterrou seu anti – querido; porém, lá está a pular. Quantos naquele pular, também nem percebe que está bem próximo dos caixas de som ele, ou eles, elas, quase nada ouvem! Pois o volume da música não deixa… Para logo depois quantos a passar a serem quase surdos, sem ouvir direitos como ouviam antes. Quantos até, leva uma criança até de colo, de braços, ou, não e os expõem, deixando a criança exposta a tudo descrito e muito mais.

Novamente quem sabe você a se questionar, a se indagar, ou, até a me criticar: o que tem haver isso para com Salário mínimo? Têm; pois, muitos, nem em casa foram, deixando o filho sem a comida, o leite da criança, pois foi gastar o dinheiro, ou, gastou o dinheiro do alimento no carnaval e tantos fatores. Vamos somar comigo e procura dá o valor a este escrito, pois, a perfeição deste, foi coroada pelo título: Salário mínimo “versos” Apagão.
Finalizo este escrevendo:
O salário descrito todos pôde refletir; e o apagão eu creio que quer saber? Saiba então!
São todos que deixam de fazer o certo e o correto. E o correto é viver às 24 horas para Cristo; pois do contrário: apagões antes acontecidos no sul e no sudeste, apagões recente acontecidos quase em todo nordeste; nem de longe é igual ao que estar na mente de muitos, ou de todos que estão a praticar, a tudo que este escrito foi baseado, pois, esqueceu do seu criador Deus; estando a esquecer do salvador filho Jesus Cristo. Assim!  Igual os políticos, eles, se esqueceram de todos os assalariados e partem para uma batalha para dá um real aumento; e fingi que não faz e não existe a própria. Nisto, fez este escrito ganhar este título, para todos que estão a esquecer o salvador do mundo Jesus Cristo, pois: Salário mínimo “versos” Apagão. Eu pergunto: Quem vencerá? O Apagão? Eu espero que sim! Pois, isto acontecendo, esses apagões os quais nos causam tanto transtornos e medo; nem se compara aos já conhecidos. Os mesmos, não são iguais ao apagão que está a acontecer em tua mente. Ele, quem sabe possa está dentro de tua mente em tua vida; assim, repito: nem de longe, é menor aos vistos, ou sabidos. E as razões: Em virtude que todos os políticos se esqueceram que está escrito na Constituição Federal, assim precisa ser cumprido, para o real valor ao aumento do salário mínimo.  Ao tempo, o apagão na vida dessas pessoas, tem solução, pois, lembre-se; querendo vencer o apagão; é só deixar a luz do salvador do mundo entrar na tua vida e lembrar,  reconhecer e fazer da tua  vida a morada de Deus, pois,  o filho Deus, Jesus Cristo, nos  pregou: Que Ele, Jesus Cristo é, a luz do mundo, pois, com Ele, jamais existirá apagão, ou apagões,  para todos os que o aceitarem às  24 horas do  viver de cada um assalariado, ou não.