TENDÊNCIAS E PERSPECTIVAS DA ATUAÇÃO DA GESTÃO DE RH

Para melhoria nas organizações faz-se necessário que as políticas e práticas da gestão da RH venha assumir um papel importante e decisivo na implantação da gestão de qualidade, dando prioridade, a qualidade total. Assim todos os trabalhadores passarão a estar em conformidade com as expectativas das organizações, em relação à produtividade e a qualidade nos serviços e nos produtos.

As interpretações referentes às organizações necessitam de reforma dos princípios ou que estão embasados, como as concepções de missão, objetivos e metas.

As organizações devem ser encaradas sob enfoque o holográfico e holístico, este enfoque enfatiza o papel que cada pessoa poderá assumir na organização.

A holística preocupação com as mudanças constantes, tendo em vista que nos dias atuais os líderes devem buscar a melhoria constante através da mudança, esta abordagem prioriza a qualidade de vida. A mesma prioriza a administração participativa, exigindo o respeito mútuo da maneira que quando a consciência individual vai se constituindo vão tornando-se os grupos.

Sob os movimentos sociais deparamo-nos com muitas pessoas e grupos a mercê da política e dos procedimentos adotados por organizações que não levam em consideração a personalidade humana.

É necessário que os executivos desenvolvam uma reflexão maior sobre os valores, normas e padrões estabelecidos , pois isto está diretamente associado ao processo executivo.

Para facilitar o seu auto desenvolvimento e o desenvolvimento das relações interpessoais na organização o homem precisa redefinir o jeito que atribui ao trabalho.

Há a necessidade de redefinir os sistemas administrativos, que não se identificam com recursos humanos, as empresas desejam ingressar no primeiro mundo, mas não querem dispor de elementos básicos.

Algumas propostas para atuação em nível organizacional:

  • Definir um plano de educação para o país;
  • A educação de seus encarregados de forma mais ampla;
  • As organizações devem implantar sistemas mais participativos;
  • A administração do RH deve ser mais valorizada