Tendências no Mundo dos Negócios

Você parou para pensar que daqui a 10 anos, você estará trabalhando em um negócio que jamais havia imaginado existir nos dias de hoje?

Quem poderia imaginar, há alguns anos atrás, que hackers com uma extensa lista de invasões bem-sucedidas estão sendo contratados pelas empresas para avaliar e desenvolver sistemas de segurança para bloquear a invasão de outros hackers!

As mudanças no mundo empresarial estão ocorrendo de forma acelerada e em 3 níveis: pessoal, tecnológico e organizacional.

No âmbito do indivíduo, uma das grandes mudanças que ocorreram no mundo dos negócios, foi a absoluta ruptura nos padrões de carreira profissional nas organizações. A idéia de se ter um emprego vitalício, deixou de ser uma realidade para se tornar uma ficção, mesmo nas economias mais desenvolvidas.

Não existe mais um único caminho, a relação de empregabilidade está muito mais voltada para a estratégia do profissional desenvolver sua rede de relações pessoais (networking), exigindo uma adaptação na trajetória profissional, acarretando por parte das pessoas a busca constante pelo aprendizado e gerenciamento no estilo de vida.

Na tecnologia, a convergência entre as indústrias de entretenimento, as editoriais e as mídias eletrônicas; a universalização da informação, está alterando o ambiente de negócios de forma radical.

O crescimento da indústria da informação fará com que o conhecimento se transforme numa ferramenta essencial para as empresas.

A tecnologia veio para reformular os negócios, e dar uma dimensão estratégica ao conhecimento do mercado. O comércio de varejo é um exemplo típico desta mudança. O consumidor tem cada vez mais informações sobre as marcas e os produtos, e as redes estão se especializando em atingir este público através de lojas virtuais, divulgando suas promoções através das novas mídias de comunicação.

E como tudo isto impacta no modelo organizacional?

A empresa passa a ser constituída por uma rede de informações, interligando seus profissionais, suas filiais, seus clientes e seus fornecedores.

A eliminação da necessidade de contato físico entre produtores e compradores no processo de comercialização, extinguirá os intermediários, permitindo o relacionamento direto entre empresa e clientes.

Com uma postura mais seletiva, o cliente terá seu poder de decisão ampliado, comparando preços, atendimento e padrão de qualidade, e se a organização é socialmente responsável. A relação de confiança fará com que a organização seja mais transparente com relação à sua gestão, pois se ocorrer uma ruptura neste aspecto, sua imagem ficará seriamente comprometida.

Estas tendências, que tem por base uma mudança no comportamento do indivíduo, e tem na tecnologia o meio pelo qual se propagam as informações e se socializa o conhecimento, traz para o mundo empresarial um desafio a ser superado: o de repensar sua estratégia e flexibilizar o modelo organizacional.

Edison Cunha

Sócio-Diretor

ecunha Consultoria Empresarial

www.ecunha.com.br