Uma prece para quem quer mudar

Por Sonia Jordão

O executivo Venceslau, protagonista do romance “E agora, Venceslau? – Como deixar de ser um líder explosivo”, não consegue se controlar em situações de grande pressão. Mesmo tendo grande capacidade técnica, ele não atinge suas metas em função da sua forma de agir com seus liderados.

Após perceber que se continuasse gritando e liderando na base do “comando e controle”, enfrentaria uma nova demissão, ele busca ajuda e consegue dar a volta por cima e até transformar a própria carreira.

Uma das coisas que faz, para conseguir realizar a mudança que precisa, é escrever uma prece e ler várias vezes com o objetivo de fixar as palavras em sua mente. Essa prece pode ser usada em várias situações:

“O problema está dentro de mim, na minha forma de agir. E, ninguém será capaz de me mudar a não ser eu mesmo. Acredito que a vitória mais bela que obterei será vencer a mim mesmo, libertando-me de um hábito ruim. Sei que aquele que conquista a si mesmo pode se tornar invencível. E como é preciso subir degrau por degrau para chegar ao alto da escada, também cuidarei de um dia de cada vez.

A solução dos meus problemas começou no momento em que tomei consciência deles. Na hora do desespero tentarei contar até três, até mil se for necessário. Vou respirar fundo e manter o foco no que for mais importante.

Como a raiva é um ladrão que pode roubar bons momentos, farei o possível para não me irritar. Meu crescimento requer a substituição de velhos hábitos por novos e é o que farei. Retornarei sempre que necessário, não me importando quão longe eu tiver andado no caminho errado. Se eu encarar cada momento ruim que passar daqui para frente como um aprendizado, ele valerá a pena. Aprenderei com cada falha que cometer e, ainda, tentarei descobrir o modo de fazer a coisa certa. Como posso não ter tempo de passar a limpo, é melhor que não faça da minha vida um rascunho. Chega de perder tempo lamentando erros passados!

Sei também que tem coisas que nunca voltam atrás e, por isso, preciso ter mais cuidado com o que digo, porque uma palavra pronunciada é como o tempo perdido: não tem volta. E, como os únicos demônios deste mundo são aqueles que estão em nossos próprios corações e mentes, é aí que travarei todas as minhas batalhas, para evitar que me irrite com coisas sem importância.

Como sou obrigado a colher o que plantar, vou escolher bem o que vou semear. Por isso, farei com que a minha conduta seja irrepreensível, isso também servirá como exemplo para meus filhos e meus liderados. Lembrar-me-ei do que disse Chico Xavier: ‘Você não pode voltar atrás e fazer um novo começo, mas você pode começar agora e fazer um novo fim’. Assim, conquistarei a mim mesmo melhorando meu comportamento, dia após dia”.

Desejo que a leitura dessa prece consiga fazer, a você que a leu, muito bem. Experimente reler quantas vezes for necessário.

Sonia Jordão é especialista em liderança, palestrante, consultora empresarial e escritora. Autora do livro “A Arte de liderar – Vivenciando mudanças num mundo globalizado”, e dos livros de bolso “E agora, Venceslau? – Como deixar de ser um líder explosivo” e “E agora, Lívia? – Desafios da liderança”.
Sites: www.soniajordao.com.br, www.tecernegocios.com.br, www.umnovoprofissional.com.br, www.tecerlideranca.com.br, www.editoratecer.com.br.

e-mail: contato@soniajordao.com.br

Blog: http://soniajordao.blogspot.com

Siga-me no twitter: http://twitter.com/soniajordao