COMO MOTIVAR A APRENDIZAGEM DO VOCABULÁRIO DA LÍNGUA INGLESA NA ESCOLA PÚBLICA

COMO MOTIVAR A APRENDIZAGEM DO VOCABULÁRIO DA LÍNGUA INGLESA NA ESCOLA PÚBLICA.

Elisa Oliveira da Conceição [1]

RESUMO:

O presente artigo tem como objetivo geral desenvolver técnicas metodológicas que despertem o gosto pela língua inglesa e consequentemente o enriquecimento do vocabulário desta língua. Além deste aspecto, este trabalho visa motivar o processo de aprendizado da língua inglesa na escola pública, verificar metodologias que facilitem a assimilação do vocabulário da língua inglesa e discutir junto aos alunos métodos de aprendizado que atendam seus interesses.

ABSTRACT:

This article aims to develop general methodological techniques that awaken the taste for English language and thus enrich the vocabulary of this language. Besides this, this paper aims to motivate the learning process of English in public schools, check methodologies to facilitate the assimilation of the vocabulary of English and discuss with students learning methods that meet their interests.

1. INTRODUÇÃO

Um vocabulário enriquecido é de suma importância para o aprendizado do aluno, sendo da sua língua materna ou de uma segunda língua. Daí a necessidade da escola proporcionar o máximo de conhecimento aos alunos das formas mais variadas possíveis, podendo ser desde mostra de figuras a exibição de um vídeo, pois desta forma, através de variadas metodologias é que os alunos irão conhecer mais sobre sua língua e sobre uma segunda língua, no caso a língua inglesa, irão conhecer um novo mundo cheio de novidades.

Além desse aspecto, a escola deve estar consciente que o seu trabalho resultará na formação de pessoas aptas para empregar um bom vocabulário, pois sabemos atualmente o ensino da língua inglesa na escola pública tem sido muito defasado e por conta disso o vocabulário dos alunos tem sido quase nulo.

A aprendizagem de uma segunda língua contribui para o processo educacional como um todo, indo muito além da aquisição de um conjunto de habilidade lingüísticas. Leva a uma nova percepção da natureza da linguagem, aumentando a compreensão de como a linguagem funciona e desenvolve maior consciência do funcionamento da própria língua materna.

Por fim, é necessário que a escola e os alunos, trabalhem juntos no sentido de melhorar o nível do vocabulário referente à língua inglesa, criando oficinas, de forma que o aluno seja informado á respeito do uso do inglês e seja capaz de entendê-lo, para que possa utilizá-la de forma consciente e adequada.

2. CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA CAMPO

A Escola Municipal Professor Anísio Teixeira está localizada na Rua Firmino Fontes, nº. 381, Bairro Atalaia. Tem como coordenadora geral a senhora Maria Lúcia Rocha Maia, como coordenadora administrativa a Sra. Marleide e como coordenadoras pedagógicas as Sras. Silvânia e Bernadete. A escola possui 30 turmas somando todos os turnos. As séries vão da 1ª á 8ª série do ensino fundamental e possuem no total cerca de 1.016 alunos, sendo que a condição sócio-econômica desses alunos é precária.

Os professores são no total 42, somando – se os três turnos. Estes possuem no mínimo graduação. Em média a escola possui cerca de 35 alunos por sala.

O tipo de construção do prédio da escola é específico, nos padrões estipulados para as escolas públicas do estado. No que se refere á limpeza, as salas e banheiros estão em bom estado. Não existem muitos ambientes variados. Pode-se notar a falta de auditório, quadra poli – esportiva, laboratório de informática, enfim, um local apropriado para o lazer os alunos e atividades de extensão da sala de aula. Não existe muito espaço para lazer e recreação. Há apenas um local que serve como espaço de lazer, de recreação e esporte, utilizado mediante a necessidade de cada um.

Apesar desses aspectos, a escola possui biblioteca, sala de vídeo, sala dos professores, aparelho de DVD, retro projetor, internet, televisor, micro system, mapas e um acervo bibliográfico não muito variado. Existe um Comitê Pedagógico (Conselho Escolar) composto por alguns integrantes, porém não tem sala específica para o mesmo. Além disso, a escola possui projeto político-pedagógico e supervisão escolar.

Na Escola Municipal Professor Anísio Teixeira existe o uso de mimeógrafo, computador e impressora para os alunos. Só disponibilizam para eles o retro-projetor quando solicitado pelo professor. Usa-se quadro de negro e quadro branco simultaneamente e quase todos estão bem conservados.

O poder de autonomia da escola para tomar decisões é integrado juntamente com a Secretaria Municipal da Educação. A escola faz sistematicamente levantamento de dados e informações para o diagnóstico a cada três anos. A gestão escolar é democrática e participativa.

3. METODOLOGIA UTILIZADA

A seleção dos elementos que constarão nos procedimentos metodológicos está relacionada de acordo com o problema a ser abordado em sala de aula, que neste caso é a dificuldade dos alunos do 8º ano A/B da Escola Municipal Professor Anísio Teixeira têm em compreender o vocabulário da língua inglesa.

Foi observada essa dificuldade em virtude dos alunos sempre estarem dispersos enquanto trabalhava-se construção de frases em sala de aula. E sendo assim, para a realização deste projeto de trabalho, coletaram-se dados através do instrumental utilizado (observação), procedimento tipológico, da obtenção de informações por pesquisa bibliográficas realizadas através de artigos referentes ao tema abordado além do uso da Internet. Além disso, para a realização do trabalho na escola campo foram usados como recursos: Apostilas com exercício; Cd (áudio); Cartolinas; Piloto; Quadro.

4. CONCLUSÃO

O conteúdo a ser mostrado é um trabalho voltado para o destaque do uso de metodologias variadas como um meio de auxílio para a educação, tendo como base o conceito de que o professor deve ter a habilidade para desenvolver situações adequadas, as quais motivem o aprendizado de uma segunda língua na sala de aula.

Durante o período e observação pôde-se notar que quando a professora da turma solicitava que os alunos construíssem ou traduzissem frases da língua inglesa, estes tinham imensa dificuldade e alegavam que era por falta de conhecimento sobre o vocabulário dela. Desta forma, após o período de observação foram pesquisados quais recursos poderiam ser utilizados naquela turma para que houvesse um maior aprendizado sobre o vocabulário da língua inglesa. Iniciou-se então a utilização de diversas técnicas metodológicas como: atividades como listen and repeat, para que os alunos além de aprender as palavras pudessem pronunciá-las corretamente; uso de figuras para que os alunos fizessem associação dos nomes; Apostilas com orientação sobre o uso do vocabulário da língua inglesa e construção de frases.

Além desses aspectos, foram propostos trabalhos fora da sala de aula, como por exemplo, realização de pesquisa e tradução de frases que eles encontrassem e que achassem interessantes ou possuíssem curiosidade em aprender. Pôde-se avaliar que com essa diversidade metodológica os alunos ficaram motivados a aprender mais sobre o vocabulário da língua inglesa e que durante as aulas tentavam demonstrar o que tinham aprendido. Desta forma, conclui-se que para que haja um maior interesse dos alunos o educador de língua inglesa sempre deve procurar metodologias que motivem o aluno ao aprendizado. E, além disso, discutir junto aos alunos métodos de aprendizado que atendam seus interesses para que assim haja uma verdadeira motivação para a aprendizagem do vocabulário da língua inglesa na escola pública.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

RODRIGUES, Auro de Jesus. Metodologia Científica. São Paulo: Avercamp, 2006.

GIL, Antônio Carlos, 1946. Como elaborar um Projeto de Pesquisa-3ª Edição. São Paulo: Atlas, 1991.


[1] Graduada em Letras Português&Inglês e suas respectivas literaturas. E-mail: eoconceicao@hotmail.com.