Nos Bastidores do que é Notícia: A crise no governo do Distrito Federal( e o incêndio continua …)

A crise no governo do Distrito Federal, teve mais um capítulo dramático revelado essa semana. Na última quinta-feira, o governador José Roberto Arruda foi preso e levado para uma sala reservada na sede da Polícia Federal de Brasília, onde permanece detido até depois do carnaval.

A crise a qual me refiro  começou em novembro de 2009, quando foi deflagrada a operação ” Caixa de Pandora” da Polícia Federal,  que teve como objetivo investigar denúncias de corrupção  no governo  do Distrito Federal, envolvendo o governador Arruda e a cúpula de seu governo.

As denúncias, feitas por Durval Barbosa, ex-secretário de governo de Arruda, tomaram proporções astronômicas e culminaram com a prisão do governador. Assumiu o governo o vice Paulo Octávio, contra quem também há denuncias, porém sem provas concretas. Octávio assumiu o governo  interinamente, porém está desacreditado.

O fato ocorrido essa semana, tem sido um ” prato cheio” para a imprensa, os analistas políticos e os opositores de Arruda, que têm explorado exaustivamente a matéria. Enquanto isso, os advogados do governador preparam novo habeas corpus ( o primeiro foi negado pelo STF ), solicitando sua soltura.

A prisão do governador é, até onde tenho conhecimento, um fato inédito.  Nunca na história desse país um governador em exercício de mandato foi preso. Esse é sem dúvida um fato vergonhoso.

O desenrolar dos acontecimentos, com novas denúncias surgindo a todo momento, vem demonstrando o quão bizarro se tornou o cenário político brasiliense, um poço de corrupção e de mentiras,  suborno e favorecimentos ilícitos, que pelo que podemos observar já vem existindo dentro dos quadros do poder no Distrito Federal à anos.

Brasília, fundada à mais de cinquenta anos para ser a capital federal, para ser um modelo, hoje só é modelo para a má política, aquela política que cultiva a corrupção como meio e o favorecimento próprio como fim, para atender aos interesses de determinados grupos que se utilizam do poder, que lhes é concedido democraticamente pelo voto, para explorar e ludibriar o povo.

A situação no Distrito Federal é bem delicada e depois de passada toda essa tempestade, a credibilidade da classe política local ficará  abalada. Só espero que esses fatos lamentáveis, não venham a ocorrer, ou não estejam ocorrendo também em outros estados da federação.

O incêndio continua… Esperemos que ele não se espalhe.