Um novo olhar sobre a gramática da língua

UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ-UVA

UNIVERSIDADE ABERTA A VIDA – UNAVIDA

CURSO DE FORAMÇÃO DE PROFESSORES

 

 

 

 

 

João Arnoud de Oliveira Filho

 

 

 

 

PROJETO DE PESQUISA

UM NOVO OLHAR SOBRE A GRAMÁTICA DA LÍNGUA

PORTUGUESA: Mário Perini

 

 

 

 

 

 

 

 

João Pessoa – PB

2009

João Arnoud de Oliveira Filho

 

 

 

 

UM NOVO OLHAR SOBRE A GRAMÁTICA DA LÍNGUA

PORTUGUESA: Mário Perini

 

 

 

 

 

 

 

 

Projeto de Pesquisa do Curso de Formação de Professores em Língua Portuguesa apresentado á UNIVERSIDADE ESTADUAL DO VALE DO ACARAÚ – UVA como exigência da disciplina Metodologia do Trabalho Científico, ministrada pela professora Nivaldete D. Nicácio da Cruz.

 

 

 

 

 

João Pessoa – PB

2009

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Será que a gramática que se ensina faz sentido para aqueles que sabem gramática porque são falantes nativos? A confusão entre norma e gramaticalidade é o grande problema da gramática ensinada pela escola. O que deveria ser um exercício para o falar/escrever/ler melhor se transforma em uma camisa de força incompreensível.

PCN, Brasília, 1999

 

 

 

 

 

 

 

 

SUMÁRIO

 

 

 

1.INTRODUÇÃO………………………………………………………………………………………………….03

2.JUSTIFICATIVA…………………………………………………………………………………………………04

3. OBJETIVOS……………………………………………………………………………………………………..04

3.1 Objetivo geral………………………………………………………………………………………04

3.2 Objetivos específicos…………………………………………………………………………….04

4.METODOLOGIA………………………………………………………………………………………………..05

5. CRONOGRAMA………………………………………………………………………………………………..06

6. REFERÊNCIAS……………………………………………………………………………………………………07

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1.INTRODUÇÃO                                                                                                                                      3

 

 

Segundo Mário Perini, em seu livro Para Uma nova Gramática do Português, há uma necessidade de se falar e escrever a língua em um novo modelo. Ele também exprime que deveria existir um consenso sobre esse novo modelo a que só profissionais lingüistas têm acesso.

Já que o ensino da gramática não pode ser evitado, devem-se promover debates em que se possa argumentar sobre a necessidade de mudança. Assim procedem os autores de outros livros; o objetivo é, antes de tudo, comunicar resultados, deixar de lado os métodos confusos, evitar dar a impressão de que a disciplina é um conjunto de princípios fixos universalmente aceitos; o primeiro é o da estrutura que sustenta uma construção a ser adotada. Dessa forma, o autor propõe algumas mudanças em conceitos constantes na gramática tradicional que ele considera equivocados, como, por exemplo: “O sujeito é o termo sobre o qual se faz uma declaração”. Perini comprova que esse conceito de sujeito é errado, pois, na frase: “Em Belo Horizonte chove um bocado”, o sujeito, por esse conceito, deveria ser Belo Horizonte, pois é sobre a cidade que se fala alguma coisa.

Assim também a gramática tradicional aponta que “verbo é a palavra que exprime um fato (ação, estado ou fenômeno) representado no tempo (…) o verbo apresenta as variações de número, de pessoa, de modo, de tempo e de voz.” De acordo com o autor citado, na realidade, isso não ocorre. É fácil encontrar palavras que representam um fenômeno e, no entanto, não são verbos, como no exemplo: “A chuva de ontem estragou meu canteiro.”. Segundo Perini, no exemplo acima, o fenômeno é representado por um substantivo e o tempo por um advérbio.

Dessa forma, o presente projeto de pesquisa tem como objetivo analisar outros exemplos de sintaxe em relação ao conceito de sujeito e ao de verbo e suas contradições, numa perspectiva baseada na obra Para uma nova gramática do português, do autor Mário Perini.

 

 

 

2. JUSTIFICATIVA                                                                                                      4

Como estamos em uma época emq eu se questiona o ensino da gramática nas aulas de língua materna, é necessário que se comprovem as novas teorias que são divulgadas por pesquisadores, para um posicionamento consciente diante da realidade. Assim, queremos, através de nossa pesquisa, comprovar se realmente os conceitos da gramática tradicional estão errados, dando um respaldo ao que aponta Mário Perini, o que evitará que muitos professores insistam em ensinar o que não é verdadeiro a seus alunos.

 

3. OBJETIVOS

3.1 OBJETIVO GERAL

Reconhecer os princípios fundamentais da linguagem, em relação aos conceitos apresentados na gramática tradicional e na proposta de Mário Perini.

3.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Comprovar que a teoria de Mário Perini sobre os conceitos da gramática tradicional está correta.
  • Apresentar exemplos retirados de textos de jornais locais e revistas que comprovem a teoria de Mário Perini

 

 

 

 

4. METODOLOGIA                                                                                                   5

Minha abordagem é teórica. Preocupo-me em explicitar as crenças e princípios gerais que subjazem à prática da análise dos conceitos da gramática tradicional, sob o olhar de Mário Perini, em sua obra Para Uma Nova Gramática do Português.

Em primeiro lugar, pesquisarei os conceitos apresentados na gramática tradicional, apontados por Perini como incorretos. Em seguida, procurarei, em textos de jornais e revistas, exemplos que comprovem as teorias do autor. Os exemplos coletados servirão para dar um melhor suporte ás argumentações junto a professores, a fim de que a prática em sala de aula de decoreba de conceitos, sem se refletir sobre eles, seja modificada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5. CRONOGRAMA                                                                                                   6

ATIVIDADES                                                                                     fevereiro            março            abril              maio

MESES

Fundamentação teórica – gramática tradicional                    X

Fundamentação teórica – obra de Mário Perini                   X

Pesquisa em jornais e revistas                                                                                   X

Análise dos dados obtidos                                                                                           X

Escritura do texto monográfico                                                                                                                         X

Entrega do trabalho                                                                                                                                                        X

6. REFERÊNCIAS                                                                                                       7

  • AZEVEDO, J.C. (org). Língua Portuguesa em debate: conhecimentos e ensino. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000.
  • BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. 37ª Ed. Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2000.
  • PERINI, Mário A. Para Uma Nova Gramática do Português. 5ª Ed. São Paulo: Ática, 1991.