Um restauro importante: porquê fazer visitas guiadas ao Coliseu

Uma obra de 25 milhões de euros: o recentemente aprovado projecto de restauro do Coliseu de Roma. O plano de intervenção foi proposto pelo Comissário responsável pelas áreas arqueológicas de Roma e Ostia Antica através de um acordo com a Superintendência Especial para o Património Arqueológico de Roma, um projecto financiado pelo Grupo Tod’s Spa, patrocinador proposto pelo Ministério do Património e das Actividades Culturais, em parceria com o Município de Roma.

De acordo com o projecto, após a conclusão dos trabalhos, a superfície visitável do Coliseu por turistas e visitantes será aumentada em cerca de 25%. Para além da substituição do actual sistema de vedação dos fórnices existentes no piso térreo e do restauro das fachadas setentrional e meridional, o programa compreende também o restauro dos ambulacros e dos subterrâneos, medidas para a conformidade e implementação das instalações, a realização de um centro de serviços que permitirá levar para o exterior todas as actividades de apoio às visitas guiadas ao Coliseu. Também serão tomadas medidas para efectuar uma intervenção de limpeza da superfície em travertino, equivalente a cerca de 13 600 metros quadrados, seguindo as directivas acordadas nos anos noventa com o Instituto Central para o Restauro do Ministério. O projecto representa um incentivo importante para a valorização de uma atracção turística como o Coliseu que actualmente não tem igual no mundo, e que pretende relançar na era contemporânea a sua imagem simbólica e cheia de significado da Antiguidade romana imperial. O Professional Rome Guide, uma equipa de guias turísticos para a cidade e a província de Roma, vai acompanhar-vos na visita ao Coliseu com um tour exclusivo pelo Anfiteatro Flaviano, um pacote de visitas organizadas para visitantes, turistas e curiosos interessados na história e nos cenários culturais que acompanharam o Coliseu ao longo dos anos.