Acorde de Empréstimo Modal

(Estudo realizado sobre o livro: Harmonia e Improvisação de Almir Chediak)

A palavra modal vem de modo. Modo é a maneira de como os tons e semitons são distribuídos entre os graus da escala.

Acordes do modo (tonalidade) menor usados no modo (tonalidade) maior paralelo e vice-versa, são denominados acordes de empréstimo modal AEM.

É raro encontrar, na progressão harmônica de uma musica, mais de dois acordes seguidos de AEM, na maioria das vezes, se tem modulação para a tonalidade paralela.

Os acordes de empréstimo modal, AEM podem ser derivados de qualquer outro modo (dórico, lídio, frigio, mixolidio, etc.).

Tonalidade homônima ou paralela é quando temos tonalidades diferentes pra a mesma Tonica. Por ex, A tonalidade paralela de Dó maior é Dó menor e vice-versa.

Exemplo de acorde de empréstimo modal AEM.

______AEM______________AEM______AEM__AEM
I7M___bVII7M_I7M_IV7M_IVm7_I7M__bIII7M _bII7M
|: C7M | Bb7M | C7M | F7M | Fm7 | C7M | Eb7M | Db7M 😐

Os acorde Bb7M (bVII7M) e Db7M (bII7M) não fazem parte dos acorde diatônicos em nenhuma das tonalidades, logo, será de empréstimo modal em ambas as tonalidades. Esses dois acordes são derivados do VIIm7(b5) e Iim7(b5), respectivamente, com a fundamental abaixada em meio tom. Pode-se dizer, também, que esses acordes são emprestados do modo dórico e frigio, respectivamente.

O Objetivo maior do ABGuitar.com.br é repassar o prazer de poder tocar sua guitarra. Se Você tem um sonho de poder tocar aquela musica que você tanto gosta, ou poder fazer aquele solo que você acha muito massa, entre em contato comigo, marque uma aula, ou acompanhe minhas dicas e cursos GRÁTIS online de música, o crescimento da sua musicalidade e de sua agilidade na guitarra vai ser impressionante. Confira comigo nos cursos e artigos!