Matemática, física, química e biologia: sem prática não há didática

Se seu filho ficar na recuperação no final do ano de matemática física, química ou biologia ou as quatro juntas: culpe a escola. Não é uma questão meramente da falta de abstração ou que seu filho herdou a sua deficiência de quando você era fraco no tempo de colegiado. A culpa é da escola mesmo.

Se eu não tenho laboratório e meios para se produzir ciência nos espaços escolares,é necessário se extinguir essas matérias do currículo escolar.Pense comigo, o professor pode passar anos enrolando o seu aluno , nas matérias de português , historia,geografia,artes,filosofia,estudos sociais ou seja la qual for.Mas em ciência não existe meio termo.È necessário laboratório.È necessário praticar o que se aprendeu.

Pense bem ,existe muitos conceitos que aparentemente são inaplicáveis ao cotidiano.E não é novidade que muitos estudantes se queixam o tempo todo a relação do que aprendem com o cotidiano.E não pense que isso seja desinteresse.Pelo contrario isso externaliza muito interesse por detrás.Basta simplesmente ,o professor não enrolar o coitado do aluno com discursos de contextualização histórica ou dizer que certos cálculos mirabolantes aparecem do nada na cabeça dos matemáticos, físicos , químicos ou biólogos e pronto.O que precisa é de pratica.

È desumano forçar a mente no que ela não consegue visualizar.Fazer enxergar o que não se tem.Se não existe pratica não há como o aluno perceber com o professor e tão menos por si só.Se eu não conheço figuras com duas dimensões e não tenho contato direto com suas propriedades, dificilmente eu conseguirei entender as de três ou imaginar a possibilidade de existir figuras com 4 ou mais.

Uma vez praticando tudo fica mais fácil. Ganha professor por que não cansa teorizando o que esta nos livros, as aulas se tornam mais dinâmicas e interessantes, os pais se interessarão automaticamente na medida em que o aluno ira levar o que aprendeu em sala para casa, ganha o aluno em se interessar ainda mais. Enfim, ganha a comunidade como um todo.

Quem não se interessaria em saber como se produz um álcool 70 em seus lares?Quem não gostaria de entender quando o Dráuzio Varela fala no fantástico que o sódio não apenas esta contido no pozinho branco que coloca nos alimentos em casa, mas em alimentos doces também e que seu pai, sua mãe ou tio cometem o suicídio ao não saber disso?Quem não ficaria feliz em criar engenhocas dentro de casa, mexendo em circuitos ou entendendo o porquê da sua conta vir baixa ou alta?Contestar o IBGE, entender que equação os nossos governantes usam para subtrair do trabalhador ao invés de multiplicar a sua renda? Ou constatar a existência de outros planetas com características semelhantes a terra.Ou você pensa que somos os únicos a habitar o espaço?

E o preço de tudo isso só vemos lá na frente.A contra mão dessa falta de pratica só nos faz compor uma cadeia nada agradável.È a moça do caixa não sabendo passar o troco sem usar calculadora,é consumidor pagando a mais por “mls” a menos,é o pedreiro que ira fugir da escola por achar desinteressante, desmoronando casas,ou errando assentos e medições,é um povo que não contestara o motivo de presidentes indo ao segundo turno, com votos em maioria em função de margens de erros antidemocráticas,são mestrandos pagando para fazerem analises estatísticas a técnicos , o país emperrado sem produzir e comprando do que vem de fora, pessoas sem conseguir abstrair cálculos matemáticos,físicos ou químicos.

Mas se você não esta satisfeito com tudo isso, não esbofete seu filho quando ele ficar na final de matérias como matemática física química ou biologia , não gaste dinheiro com reforço escolar, nem arrebente-o chamando de incompetente ou desinteressado.Pense que nessa escola doida ai, teve pessoas que tiraram ate dez na média dessas matérias sem nem saber como aplicar o que aprendeu.Portanto tenha amor ao seu filho, seja consciente,se você não quer ver o seu filho ser mais um brasileiro: lembre-se de começar culpando a escola.

Danillo Cerqueira Barbosa é estudante da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, professor e escritor. Texto escrito em 05/02/2010 E-mail: danillo1987@hotmail.com