Não ao Feminismo – Parte 2


Não ao Feminismo - Parte 2

Na semana passada iniciei o tema sobre o feminismo,confira:
Não ao Feminismo!
Na filosofia Tao temos o símbolo do Yin-Yang que representa os opostos. Os opostos são complementares e juntos são mais fortes. O Yin não está interessado em ser melhor ou mais forte que o Yang e nem vice e versa, não estão lutando por direitos iguais, porque sabem que são diferentes, e aí mora a beleza.
A natureza é feita de diferenças, e isso a torna forte, a natureza ama o diferente. Basta olhar para o céu e verá a grande variedade que existe de pássaros.
O movimento feminista é tão absurdo quanto o movimento nazista. Hitler em seus devaneios de raça superior acreditava que se o mundo fosse composto de uma única raça seriamos mais fortes, inteligentes e resistentes a doenças. Na veterinária podemos constatar que essa ideia não se comprova na prática, os vira latas são mais resistentes, aqueles que são mistura de raças tem mais força.
Somos 50% feminino e 50% masculino, somos feitos do gâmeta feminino de nossa mãe, e do gameta de nosso pai. Esse é mais um fator contra a estupidez do movimento feminista. Se estivermos contra os homens, estaremos contra 50% daquilo que somos.Tanto macho quanto fêmea são essenciais para o florescimento e a manutenção da vida. Então trata-se de uma grande aberração lutar contra algo que não poderá ser mudado. As mulheres só existem porque existem os homens e vice e versa. É tão primária essa afirmação, quanto a afirmação de que as mulheres são superiores ou os homens são melhores. As crianças têm esse comportamento, meninas de um lado e meninos de outro, as meninas são legais e os meninos chatos. É bom quando a pessoa cresce e percebe que ambos os sexos têm a sua grandeza e a sua importância, isso é maturidade. Agora, quando o individuo cresce e continua com esse comportamento, chamo isso de imaturidade. Espero que esse não seja o seu caso. Mas se infelizmente você faz parte dessa guerrinha estúpida, reflita um pouco mais sobre seus atos e pensamentos a respeito do sexo oposto. Somos uma espécie sexuada, precisamos do sexo oposto, então faça as pazes com a sua sexualidade, faça as pazes com a vida.
Nosso planeta contém em si próprio o paraíso e o inferno. Só depende de nós escolher em qual das duas realidades deseja viver.

Acredite no Amor e Viva o seu Melhor!!
Pâmi Garcia