O Sentido da Vida

ANÚNCIO

A busca pelo sentido ou propósito da vida sempre foi um desafio e uma preocupação para a humanidade, pois muita gente acha que ele pode determinar o que nos acontece após a morte. Esta preocupação é aceitável, pois a morte é inevitável e ninguém quer morrer. Então, o desafio é descobrir se o nosso comportamento está adequado ao que se espera da gente. Isto depende da identificação das premissas que levam a esta descoberta. O ponto de partida para isso é perceber que todas as coisas do universo se complementam em um imenso mecanismo ou sistema natural e, consequentemente, teem propósitos. Esta complementaridade demonstra que todas as coisas naturais podem ter dois propósitos: um quando isoladas e outro na entidade superior que elas compõem, ou seja, a natureza é quem determina os propósitos individuais e o coletivo. Não poderia ser diferente, pois são as leis da natureza que geram as engrenagens e o mecanismo do sistema conhecido por universo. Em outras palavras, o entendimento da natureza é indispensável para se compreender absolutamente tudo, inclusive o sentido da vida, pois toda lógica da criação depende dela. As ciências já fazem isso há muito tempo, entretanto, ainda faltava integrar o conhecimento que elas obtiveram em um único mecanismo ou sistema.

ANÚNCIO