Os Professores e a tecnologia em sala de aula.

Ana Paula da Silva Kiel

apaula_jc@hotmail.com

Zilca V. da S. Nascimento

zilca.versania@hotmail.com

 

RESUMO

A educação é fonte de conhecimento e o professor deve ser além de facilitador, um canalizador para novas descobertas. Se este profissional estaciona no tempo limita seu nível de conhecimento e suas aulas tendem a cair no esquecimento.  Esse artigo pretende alerta os profissionais de educação para novas tendências de ensino- aprendizagem. Nossa proposta é ser o pontapé inicial para uma nova concepção de aula aqueles que desejam evoluir na relação ensino aprendizagem.

 

Palavras-Chaves: Tecnologia Educacional. Educação. Professores. Técnicas.

 

ABSTRACT

Education is a source of knowledge and the teacher must also be a facilitator, a plumber for new discoveries. If this professional parking time limits in their level of knowledge and their classes tend to fall into oblivion. This article aims to alert professionals to new trends in education for teaching and learning. Our proposal is to be the kickoff for a new conception of school those who wish to evolve in the teaching learning.

Key Words – Educational Technology. Education. Teachers. Techniques.

 

 

1          INTRODUÇÃO

 

A tecnologia é um termo que envolve o conhecimento técnico e científico e também podemos relacionar as ferramentas, processos e materiais criados e/ou utilizados a partir de tal conhecimento. O ser humano em sua necessidade constante de transformação utiliza a tecnologia em seu dia-dia em diversas atividades que vão desde a uma simples carta (a escrita com o uso de esferográfica e papel) até elementos mais complexos como informatização de tarefas.

Na educação podemos citar avanços como a introdução do quadro branco (antigamente eram feitas de pedra – ardósia e giz), posteriormente o livro didático. Destacamos também o uso de equipamentos como rádios, transparências, TV e vídeos, data-show ou retroprojetores, louça-digital, biblioteca virtual dentre outros.

Segundo Eduardo Renato em seu artigo sobre informática e educação “Estamos diante de uma bela demonstração de que a modernização da educação é séria demais para ser tratada somente por técnicos. é um caminho interdisciplinar e a aliança da tecnologia com o humanismo é indispensável para criar uma real transformação.”

Nessa relação tecnologia e humanismo não podemos deixar de questionar o papel do professor neste contexto, pois é a partir deste profissional e sua relação com o alunado que ser dar o processo de educacional.

 

2          O PROFESSOR E SEU PAPEL

 

 

Dr. Gabriel Chalita, autor do livro “Educação – a solução está no afeto” afirma que “O professor é o grande agente do processo educacional”.

Essa visão de agente do processo educacional se amplia ao relacionarmos a educação e tecnologia em um processo de ensino aprendizagem. No passado o professor era a fonte máxima de conhecimento e os livros eram ferramentas de apoio ou auxilio as atividades extra-sala.

“O novo professor tem que estar preparado para deixar de ser o que apenas fornece informações e trabalhar para ser um orientador, aquele que ajuda a selecionar informações e sabe fazer articulações”, explica Beth Almeida, professora de novas tecnologias na educação do departamento de computação da PUC de São Paulo. Segundo ela “De modo geral, crianças entendem que o professor representa muito mais do que é encontrado na internet ou no livro-texto”, porém seu papel se modificou ao longo do tempo.

Essa nova realidade nas escolas exige que o professor seja “ligado ao mundo” e que “não pare no tempo”, pois o aluno de hoje tem a disposição uma gama de informações, porém não sabe como filtrá-las, daí a orientação indispensável do educador para auxiliá-lo na difícil tarefa de aprender.

“É obrigação do professor manter o senso de investigação do estudante. Seu diferencial não será mais o quanto pode ensinar, mas como se liga da melhor maneira os conhecimentos adquiridos”, explica Ivone Sotelo, coordenadora de informática educacional do colégio Visconde de Porto Seguro.

Neste sentido desperta-nos uma preocupação que cresce a cada instante: “Nossos educadores estão globalizados na mesma velocidade que nossos alunos?”. Infelizmente a resposta é não. Muitos educadores vêem com preocupação essa evolução e mantêm a rigidez de nossos antepassados negando a transformarem suas aulas em momentos atrativos para os alunos utilizado das tecnologias disponíveis.

A coordenadora de tecnologia educacional do Dante Alighieri, Valdenice Minatel afirmou em entrevista cedida a IDG Now que “Quem tem que ficar preocupado, na verdade, é quem dá a mesma aula há mais de 40 anos e acha isto normal”, ou seja, a tecnologia está inserida no contexto educacional e deve ser apreciada e considerada pelo educador em fase de seu planejamento e execução de aulas.

 

 

 

 

3          METODOLOGIA

Selecionamos após diálogos com jovens estudantes algumas dicas e programas simples que podem ser facilmente utilizados pelo professor em suas aulas tornando-as momentos de puro êxtase educacional:

 

  • Programa PowerPoint e Movie Make – São programas do pacote do Office (Windows) onde podemos selecionar imagens e textos em forma de slides para apresentações dinâmicas. As apresentações podem utilizar televisão e vídeo dentre outros.
  • Data – show – Os projetores (Data Show) ou retroprojetores são uma maneira interessante de exibir nas paredes ou em quadros apresentações de slides ou de vídeos. O seu uso ajuda a fazer com que palestras, seminários e apresentações de trabalhos se tornem mais interessantes e dinâmicas, pois é possível fazer com que a platéia visualize de maneira mais fácil o que palestrante quer dizer.
  • Internet – Fonte de pesquisa para os alunos torna-se um ambiente rico em conhecimento que pode ser explorado pelo professor. É sempre importante esclarecer aos alunos sobre a triagem que se deve fazer de tudo que está disponível on line e o que significa plágio.
  • Blog – Os blogs são excelentes ferramentas de auxilio a pesquisa para os alunos. Textos e noticias relacionada aos conteúdos ministrados em sala funcionam como uma extensão da sala de aula e podem ser ilustrados com os comentários de alunos e outros professores.
  • Redes sociais (facebook, twitter, Orkut) – usada para troca de idéias entre os jovens pode ser aproveitada como uma excelente fonte de discussão de idéias e troca de informações. Através destas redes o professor ficará mais próximo do aluno observando suas reais dificuldades e orientando-o individualmente.

 

 

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

A mudança ocorrida na sociedade tem acontecido de forma rápida e até assustadora e são elas que requerem da escola um posicionamento mais atual. Exige – se das instituições de ensino que não sejam simplesmente uma mera fonte de transmitir conhecimento, mas que sejam motivadoras para novas descobertas e mediadora na construção de conhecimento através de trocas de experiências desenvolvendo em sua clientela a criatividade e o pensamento crítico reflexivo.

As novas tecnologias têm alcançado o âmbito educacional, trazendo grandes perspectivas e desafios. Neste campo de batalha no qual professor atua, é ele o principal instrumento usado para a formação de cidadãos com características já mencionadas acima.

Na sociedade atual com as rápidas mudanças, o avanço da tecnologia e tantas informações sendo repassado constantemente, o professor ver-se no desafio que aumenta cada dia e fica obvio que é preciso reciclagem ajustando-se a realidade atual.

O educador precisa estar capacitado a lidar com novos recursos tecnológicos e integrar esses recursos as suas práticas pedagógicas, e para isso ele deve se posicionar como aprendiz.

Talvez seja daí a grande dificuldade de aceitar as novas tendências tecnológicas, pois isso requer que o professor se disponibilize a aprender.

É preciso abandonar as antigas práticas curriculares e inovar as experiências em sala de aula buscando maneiras inovadoras de ensinar os conteúdos despertando assim a curiosidade e a criatividade dos nossos alunos.

 

REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  • RENATO, Eduardo José. Informática e educação, 1997,05.
  • CHALITA, Gabriel. Educação – a solução está no afeto. Ed. Gente,

 

Site

 

  • http://pt.wikipedia.org/wiki/Tecnologia. Acessado em 29/06/2011 às 23:50h
  • http://www.zura.com.br/projetor-data-show.html.Acessado em 02/07/2011 às 14:25h

·         FELITTI,Guilherme.Tecnologia muda função de professor na sala de aula.http://idgnow.uol.com.br/carreira.Acessado em 01/07/2011 às 08:39h