Reflexões sobre a vida

Ao refletirmos sobre este tema, percebemos a grande variedade de aspectos que ele abrange e, para a ampliação do seu conceito, devemos penetrar na essência de cada uma das diversas ordens da vida, tais como: o conhecimento da sua finalidade essencial, a diferença substancial existente entre a vida externa e a interna, a sua origem, a importância da ampliação da nossa vida na vida dos demais.

Podemos comprovar, por meio das vivências e experiências, que os preconceitos, as crenças e as ideias inculcadas limitam os conceitos, o desenvolvimento das faculdades do sistema mental e a própria vida, enquanto que os conhecimentos superiores a ampliam. Isto ocorre por causa da natureza destes conhecimentos que propiciam ao ser humano  superar-se e evoluir,  amar e respeitar o Autor da Criação e  descobrir a sua vontade por meio das Leis Universais.

Observando os seres de um modo geral, percebemos que somente aqueles que sentem o  despertar da consciência, manifestado pelas inquietudes internas, visando à própria superação, são capazes de interessar-se pelo que está além da vida corrente. Começam, então, a se preocupar com os grandes mistérios da existência, estabelecendo um contato indireto entre a vida individual e a universal. A força dessas inquietudes mantém vivo no homem o anelo de aprofundar-se, cada vez mais, nos mistérios da própria vida.

Foi exatamente para atender à carência desses conhecimentos superiores, dos quais o ser humano necessita para evoluir com a intervenção da consciência, que o criador da Logosofia, o pensador e humanista González Pecotche criou, pela primeira vez na história da humanidade, o processo de evolução consciente instituído nas Fundações Logosóficas por meio de um método próprio, com excelentes resultados, já comprovados pelos estudantes filiados a essas Instituições e por todos os seres que estudam e praticam os seus ensinamentos.

Lacemar

Para mais informações sobre a Logosofia e a Fundação Logosófica:

www.logosofia.org.br