Amo imensamente

Hoje estou sem inspiração,

Não direi nada do nosso amor,

Não quero expor desatenção,

Registrar algo que não haja calor.

Pensarei em nós unicamente,

Para ser mais sincero,

Pensarei em você precisamente,

No corpo que venero.

O vermelho vem à mente,

Cor de lingerie, o seu conjunto,

Algo em mim está quente,

Imagino seu corpo do meu adjunto.

Anseio ardentemente pela noite,

Quando no seu retorno direi abertamente…

Longe de ti, o tempo age como açoite,

Eu te amo! Eu te amo! Amo, imensamente.

§D§