EDUCAÇÃO, SIM, EUFEMISMOS NÃO

Em diversos contextos escolares prevalece um discurso encobridor que permite qualificar a realidade educacional distinta da que é. Enquanto isso, problemas como preconceito, vergonha, discriminação, críticas, dentre outros, vivenciados por alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) apontam para uma realidade concreta carregada de eufemismos. Este artigo tem como objetivo problematizar um modelo de educação marcado por uma compreensão politicamente correta da realidade, quase ufanista. Modelo esse que serve de fundamento para um sistema educativo e cultural pressionado por fatores internas e externas da sociedade.
Palavras-chave: Eufemismos, Educação, Filosofia, Evasão Escolar.