Como sair da crise?

1º – Lute consciente de que as promessas de Deus não morrem:

Morrem os profetas, mas Deus é fiel no que prometeu. Quem tem promessas, tem razões para ter esperança (Hb 6.18,18; 13.5 Sl 23;46.1)

2º – Faça uma leitura positiva da crise:

O Ap. Paulo nos ensina sobre isto, na sua carta aos Romanos 5.3,4 quando diz: a) nos gloriamos nas tribulações; b) a tribulação produz a paciência; c) a paciência, a experiência; d) a experiência, a esperança.

3º – Faça da crise uma oportunidade para que o Espírito Santo desenvolva em você o seu fruto (Gl. 5.22);

A crise pode adubar o terreno do nosso coração, para a produção do fruto do Espírito.

4º – Administre o problema com inteligência emocional:

Deixe a razão ir na frente da emoção. Nunca se esqueça de que os mansos herdarão a terra (Mt. 5.5)

5º – Olhe para a crise como uma ferramenta para libertar você de você mesmo:

Uma das maiores vitórias de Deus em nossas vidas é quando Ele nos liberta de nós mesmos. O maior problema do homem é o próprio homem.

6º – É na crise que se mede a profundidade do caráter:

Os problemas, as tensões e as crises têm este papel: revelar quem verdadeiramente somos.

7º – É na crise que mostramos ao diabo que nós servimos a Deus pelo que Ele é, e não por aquilo que Ele nos dá.

Ao perder tudo Jó disse: “ Receberemos o bem de Deus, e não receberíamos também o mal? Em tudo isto não pecou Jô com seus lábios” (Jô 2.10)