Instinto Selvagem: mulheres irresistivelmente sedutoras n.1

Esta pequena série de 3 artigos tem por propósito abordar algumas das principais técnicas de sedução feminina e suas potencialidades, bem como o seu uso inadequado como sendo um dos principais responsáveis pelo fracasso das mulheres em seus relacionamentos afetivos.

 

A arte da sedução é por excelência uma das artes mais significativas que há tanto pela beleza quanto pela sincronia dos atos daquelas pessoas que a dominam.

 

Os homens podem ser até considerados sedutores, mas não é mérito e tampouco derivação genética, o homem se torna sedutor por desenvolver habilidades para se comunicar de forma eficiente com o complexo mundo feminino.

 

Mas as mulheres são sedutoras natas por excelência, pois desde a primeira infância começam a decifrar quais são os caminhos mais hábeis para se conseguir os seus objetivos.

 

Enquanto os homens são educados a conseguir tudo pela base da disputa, as mulheres são educadas a conseguir tudo fazendo um uso habilidoso do conjunto de reações emocionais dos homens, isto é a arte da sedução aplicada ao extremo.

 

Devido a influencia de fatores externos, na adolescência as coisas mudam de figura, pois os homens aprendem a linguagem de comunicação feminina e as mulheres por não ter consciência de seu potencial começam a se sujeitar aos mandos e desmandos masculinos, e o pior de tudo que elas costumam ceder mais facilmente a homens com ausência de caráter do que há homens de conduta digna.

 

O que a sociedade faz com as mulheres é semelhante ao que os adestradores fazem com os elefantes no circo.

 

Pois quando o elefantinho ainda é pequeno eles pegam uma corda muito grossa de três nós e amarra uma ponta ao pescoço do elefantinho e a outra a uma espessa arvore, e durante varias vezes o elefantinho tenta se salvar e fugir só que a cada vez que tenta a corda machuca o seu pescoço.

 

O tempo vai passando e o elefantinho vai crescendo e desistindo de atingir a liberdade e quando ele se torna adulto, grande e forte os adestradores apenas passam uma cordinha fina no seu pescoço e amarra a uma estaca fincada ao chão e o elefante nada faz acreditando que se tentar fazer algo irá sentir novamente aquela terrível dor do passado.

 

Certamente se o elefante tivesse consciência da sua força e tamanho jamais deixaria se escravizar pelos pequenos adestradores de circo.

 

Sei que estou sendo meio radical em comparar o adestramento que a sociedade faz as mulheres ao adestramento feito aos elefantes, mas vejamos, se as mulheres soubessem que todo homem digno e honrado que se presa fica inteiramente fascinado com mulheres que tomam atitude de demonstrar a eles que eles são de fato importantes, isto não é ser atirada é ser inteligente, bem como todo homem digno e honrado que se presa fica inteiramente fascinado com mulheres que sabem compreender que eles são seres humanos que possuem defeitos e falhas como qualquer ser mortal, descobriria que todos os homens que acham mulheres que fazem tais coisas são capazes de colocar o mundo aos pés delas.

 

Mas o grande problema é que domesticaram muitas mulheres a acharem que se conquista um homem apenas dando a ele prazer sexual, e infelizmente na vida real nem os homens mais pervertidos e depravados pensam somente em sexo, eles tem como prioridade a realização na vida a dois, mas o personagem de “o machão” que todos os homens tem que encenar não permitem com que eles deixem transparecer este ardente e sigiloso desejo.

 

No próximo artigo da série INSTINTO SELVAGEM: mulheres irresistivelmente sedutoras será abordado um outro assunto que também deixam os homens irresistivelmente seduzidos por uma mulher e que até hoje homem nenhum teve a coragem de revelar em público.

 

Aguardo você no próximo artigo.

Atenciosamente

Hudson Sander

Point dos Amores

www.pointdosamores.com.br