No mundo há pessoas e pessoas

Este artigo abordará a linha base da doutrina de sedução científica criada pelo Point dos Amores, ou seja, virá a tratar do ponto que quase nenhum manual de sedução trata, que é explicar aos aspirantes a mestres em sedução que a arte da sedução só pode ser desempenhada com maestria se levado em consideração que o jogo da sedução é um jogo de regras complexas e princípios maleáveis.

 

Ou seja, é um covarde engano ensinar as demais pessoas que existe uma fórmula matemática para se seduzir intensamente sem alertá-los para algumas variantes que fazem toda a diferença no jogo da sedução.

 

Com certeza você já deve ter se esbarrado com algumas fórmulas matemáticas que prometiam o seu sucesso na noite tais como diga a frase tal, ou faça isso que é “tiro e queda”, em meu ebook de distribuição gratuita Os segredos por trás dos xavecos e cantadas abordo com mais profundidade as revelações de alguns fatores que muitos usaram por um longo tempo para enganar as pessoas ensinando coisas defeituosas e impotentes para ser usado na arte da sedução

 

Você só consegue despertar o seu potencial de sedução se levar em consideração a individualidade da sua paquera.

 

Detalhe, você pode ser uma pessoa séria, do ponto de vista do caráter, e ser rejeitado por uma paquera que tem forte tendência a só se envolver com pessoas de caráter duvidoso.

 

Mas aí fica a pergunta: “Mas Hudson, como é possível uma pessoa só desejar pessoas de caráter duvidoso? Elas fazem isto porque querem ou de forma inconsciente?”

 

Um dos fatores que contribuem para que uma paquera só deseje pessoas de caráter duvidoso encontra explicação no primeiro contato que a paquera teve com as relações afetivas.

 

Se ela somar um conjunto considerável de relacionamentos frustrados com base na ausência de caráter dos seus antigos parceiros, ela desenvolverá algo chamado engrama em sua mente, e a inclinação dela só se relacionar com pessoas com ausência de caráter será automática e caso apareça alguém sério, logo a mente dela sofrerá toda ordem de conflito mental na medida em que os laços afetivos forem se estreitando.

 

O seu antigo professor de sedução já havia te contado isto? Os velhos manuais e os defasados artigos vindos dos auto proclamados experts da sedução já te alertaram que existe paqueras que são incapazes de desenvolver uma relação amorosa com você por serem emocionalmente doentes e intimamente presas ao passado delas?

 

Pois bem, não fique revoltado caso você tenha sido enganado, pode ser que nem eles mesmos sabiam disto, pois cada um conduz as suas atividades segundo o seu objetivo maior, o da maioria é ganhar dinheiro às custas da felicidade alheia (recomendo que você leia um artigo de minha autoria Verdades ocultas sobre o mundo da sedução n.3), outros é de te ensinar o certo.

 

No mundo há pessoas e pessoas, e você pode estar se apaixonando por uma pessoa emocionalmente sã ou por uma pessoa emocionalmente transtornada e doente.

 

Deixe-me ilustrar o que pretendo transmitir. Muitas pessoas são conduzidas a não manifestarem seus desejos e vontades. Muitas pessoas são adestradas a só agirem em suas vidas segundo a vontade de uma outra pessoa. Muitas pessoas são forçadas a só fazerem aquilo que não querem. Idiota é a pessoa que deseja seduzir alguém sem levar em consideração todos estes fatores.

 

Você já parou para analisar que a grande dificuldade de você conquistar aquela pessoa em especial pode estar no fato dela não ter vontade própria e colocar a felicidade dela sob julgamento de amigas invejosas e recalcadas?

 

Pois é, antes de você ir pela cabeça dos outros e ficar escolhendo se relacionar com os outros somente pela casca que eles ou elas apresentam, concentre-se no conteúdo e na saúde emocional da sua paquera e aumente vertiginosamente as suas chances de sucesso na vida a dois.

Atenciosamente

Hudson Sander

Point dos Amores

www.pointdosamores.com.br